Deliway

Como é um cardápio de restaurante chique?

Você sabe como é pensado um cardápio de restaurante chique? Conheça os principais diferenciais desse estilo de menu e descubra o que deve ser obrigatório para garantir a melhor experiência dos clientes.

Cardápio restaurante chique

Provocar emoções e despertar sensações positivas: esses são os dois principais objetivos dos cardápios de restaurantes considerados chiques pela crítica, pela mídia e por seus frequentadores.

Quem os idealiza, quer encantar e fidelizar e sabe que um bom menu vai além dos pratos caros e chiques, da apresentação das refeições e de seus respectivos ingredientes e valores, devendo proporcionar uma leitura prazerosa e informações diferenciadas, ainda que o prato servido seja igual ou muito semelhante ao de outro restaurante.

Se impressos, bons cardápios precisam ser fáceis de folhear e segurar. Se digitais, devem ter fácil carregamento e acesso, principalmente para mobile. E mais: tanto no online, quanto no offline a diagramação do cardápio é importantíssima, devendo ser tão chique quanto o restaurante que o apresenta.

Portanto, fontes, elementos gráficos, cores e formas precisam ser levados em consideração. Principalmente em cardápios digitais de restaurantes chiques, mais um investimento obrigatório é aquele feito em boas imagens e fotos. Elas influenciam diretamente no pedido dos clientes.

Pratos de luxo: o que é essencial para cardápios de restaurantes chiques

É imprescindível que o cardápio voltado para a apresentação de pratos de restaurantes chiques esteja sempre de acordo com o perfil do público frequentador do local. Isso significa que as informações contidas nele devem ser relacionadas aos interesses dos frequentadores.

Então, se o local serve somente comida de determinada região, seu cardápio deverá conter as chamadas “informações demográficas”. Ao contrário do que muita gente ainda pensa, as informações demográficas não reduzem a elegância do cardápio, mas sim o tornam muito mais exclusivo.

Outra possibilidade é a de o estabelecimento atender um público que demonstre interesse em determinadas características da alimentação. Ou em consumir preferencialmente pratos veganos ou vegetariano ou em conhecer mais detalhadamente as espécies de carnes, aves ou peixes que são servidos, por exemplo.

Nesse caso, um cardápio personalizado e com detalhes relacionados a essas características pode fazer toda a diferença.

Atenção! Em qualquer menu, principalmente de restaurantes chiques, a descrição no cardápio de tudo o que é servido não pode faltar. Está comprovado por pesquisas que cardápios com descrições vendem quase 30% mais do que sem.

Divisão do cardápio de restaurante chique

Durante o processo de desenvolvimento do cardápio, pode ser ponderada a possibilidade de dividi-lo em categorias além das “tradicionais” (entrada, prato principal e sobremesa).

Nesse caso, é importante lembrar: todas as categorias devem ser harmoniosas e ter o máximo de coerência, individualmente e entre elas. Com ou sem a divisão, os nomes dos pratos também precisam ser bastante pensados.

Comidas chiques de restaurantes têm nomes chiques. Mas sem exageros! Os nomes devem sempre estar adequados à identidade do lugar.

Outra ideia que está sempre na mira desses estabelecimentos é a de oferecer menu degustação aos seus clientes. Esse menu pode fazer parte do cardápio, ser anexado a ele ou até mesmo ser entregue à parte aos interessados e seu principal objetivo é o de apresentar as especialidades do restaurante e opções exclusivas pensadas pelo chef.

Um menu degustação chique contém:

  • Pratos de entrada mais elaborados, porém leves;
  • Pratos principais curiosos e inusitados;
  • Molhos ou acompanhamentos exclusivos;
  • Sobremesas delicadas, que agradem ao paladar; e
  • Bebidas que harmonizam com cada prato.

Assim como as entradas, os doces e os pratos principais de restaurantes chiques apresentados no cardápio padrão, o menu degustação pode mudar conforme as estações do ano ou sazonalidade dos alimentos, de acordo com a frequência de novas criações do chef ou de outras maneiras.

Todo e qualquer cardápio de restaurante chique obrigatoriamente é traduzido pelo menos para o inglês. A maioria deles é frequentada por estrangeiros de todas as partes do mundo, então a tradução precisa estar adequada ao público e ao local.

Ela não deve ser feita de qualquer jeito, em plataformas da internet ou somente com o uso de ferramentas de inteligência artificial: precisa ter a participação de um profissional habituado a executar um trabalho como esse.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário
Demostração de cardápio digital