Deliway

6 dicas de como organizar a cozinha de um restaurante

Para entregar pratos com excelência é necessário ter uma cozinha organizada que facilite o trabalho do chefe e seus auxiliares. Confira dicas de organização de cozinha de restaurante.

Como organizar cozinha restaurante

Manter a ordem no restaurante é a chave para oferecer mais qualidade e também evitar problemas nos pratos servidos. O ambiente que requer mais atenção é a cozinha, onde os alimentos são preparados e precisam do máximo de cuidado, higiene e organização.

Para gerar uma boa experiência ao cliente, é necessário criar um ambiente favorável não somente para ele, mas também para que os colaboradores trabalhem de maneira motivada e criativa, dispostos a dar o seu melhor.

Com tudo em seu lugar, as chances de tudo ocorrer bem durante o funcionamento do seu negócio são muito grandes. Por isso trouxemos algumas dicas de como organizar a cozinha do restaurante para ajudá-lo.

Confira!

Organização de cozinha de restaurante: 6 dicas para melhorá-la

1.  Design prático da cozinha

A cozinha precisa atender a necessidade de quem trabalha nela, ou seja, ser eficaz para a higienização dos ingredientes, o preparo e montagem dos pratos, além de facilitar na hora de limpar, sem muitos detalhes complicados.

Quando montar a cozinha, o foco precisa ser praticidade, conforto e possibilidade de seguir as normas da vigilância sanitária de limpeza. As cozinhas industriais normalmente são em ilhas ou zonas.

2.  Materiais indispensáveis no design da cozinha

Não, você não pode simplesmente escolher os materiais mais baratos para fazerem parte da sua cozinha, pois os móveis podem perder rapidamente a sua utilidade ou até mesmo arriscar a integridade física dos seus colaboradores.

É preciso pensar globalmente no projeto da cozinha. As bancadas, torneiras e cubas precisam ser de superfícies lisas, antissépticas e laváveis, sendo o material mais recomendável o aço inoxidável.

Os pisos, antiderrapantes e, junto com eles, as paredes devem ser sem frestas ou rachaduras, laváveis, impermeáveis resistentes a desinfetantes, produtos químicos, mofo, bactérias e, claro, também liso.

3.  Tenha um estoque organizado

Você precisa ter um ambiente arejado para realizar a estocagem com cada alimento em seu lugar, criando categorias e seções e, preferencialmente, etiquetados.

O ideal é possuir apenas um responsável por mantê-lo limpo, organizado e em dia com alimentos frescos. Isso tornará o processo de produção de um prato muito mais rápido e prático, além de evitar o drama de não possuir algum ingrediente e decepcionar o cliente.

4.  Delegue funções

Cada colaborador deve ter a sua função e colocá-la em prática do início ao fim do expediente de trabalho. Mesmo que seja um pouco mais complicado, seja o mais específico possível. Os principais cargos a serem delegados em um restaurante podem ser:

  • Gerente
  • Maître
  • Caixa
  • Garçom
  • Bartender
  • Chefe de Cozinha.
  • Cozinheiro
  • Auxiliar de Cozinha
  • Confeiteiro
  • Estoquista
  • Limpeza

5.  Possua uma equipe especializada em limpeza

Depois de um dia inteiro de trabalho, muitas vezes que começa ainda pela manhã e segue até à noite, é necessário possuir uma equipe dedicada somente para a limpeza do restaurante.

É interessante realizar um contrato terceirizado, em que as pessoas possuem conhecimentos e equipamentos adequados para deixar tudo limpinho seguindo as regras da vigilância sanitária.

6.  Crie pequenas regras internas

Todos os tipos de ambientes do restaurante, que contam com a colaboração de pessoas, precisam de regras profissionais que valem somente durante o horário de trabalho e devem ser seguidas, sem exceções, por todos que fazem parte da equipe.

Por exemplo, para manter uma cozinha de restaurante limpa e organizada, todos os funcionários precisam utilizar os ingredientes e utensílios e colocá-los de volta ao lugar, facilitando o acesso e evitando questionamentos, atrasos e até mesmo discussões.

O mesmo serve para a sujeira. Em caso de grandes estragos, o responsável por limpar será quem a causou.

Seja exigente com os horários de entrada e saída, não permitindo atrasos de horas a fio, mas sendo flexível quanto aos motivos. Além disso, também não tolere que colaboradores permaneçam em seu expediente muito tempo após o horário combinado em contrato.

É importante priorizar a comunicação dentro do seu negócio, alertando sobre as responsabilidades de cada um e até mesmo realizando pequenos cursos e treinamentos que melhore o desenvolvimento da equipe e o funcionamento e organização do restaurante.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário
Demostração de cardápio digital