Deliway

O que o seu sistema PDV para restaurante precisa ter

O PDV para restaurante é muito importante para ajudar a ter controle da administração geral do negócio. Conheça mais detalhes sobre esse sistema.

PDV para restaurante

O chamado sistema PDV para restaurante é, na verdade, o Ponto de Vendas do estabelecimento.

Hoje em dia, entretanto, passou a ser denominado o ponto de atendimento, já que vai muito além de apenas realizar o processamento das vendas. Além de ajudar no financeiro, o PDV para restaurantes possui diversas outras vantagens.

Algumas das que podemos citar são o fornecimento de relatórios e as análises de todos os setores do restaurante, desde o controle de caixa até a produtividade dos funcionários.

Além disso, os melhores sistemas de PDV contam com a facilidade do cardápio digital integrada, o que ajuda a garantir um atendimento rápido, eficiente e, principalmente, a conquistar o cliente.

Cada tipo de sistema PDV para restaurante tem suas particularidades, mas, de maneira geral, todos eles possuem alguns elementos essenciais para todo tipo de restaurante - seja para almoço, jantar, pizzarias, hamburguerias, pastelarias e cafés, por exemplo.

1.  Controle de estoque

Para cada produto e ingredientes (insumos) usados no restaurante, existe um cadastro para manter o controle do estoque.

Ou seja, basicamente estamos falando de um controle sobre quantos itens o restaurante tem em estoque e quais estão em falta.

E por que isso é importante? Para diminuir desperdícios de alimentos (e, consequentemente, de dinheiro) e, também, para garantir ingredientes frescos e de qualidade sempre para os seus clientes.

Se o seu PDV for integrado com um cardápio digital, por exemplo, o controle fica ainda mais rigoroso, aumentando a qualidade da sua gestão.

2.  Gerenciamento de caixa e lucros

Essa parte já é bastante conhecida dentro do sistema de PDV para restaurante, até por ser uma das principais vantagens procuradas.

O controle financeiro, do fluxo de caixa, do fechamento de caixa e da lucratividade do seu negócio é essencial para garantir a boa saúde do restaurante.

Afinal, apenas com essas informações é possível entender exatamente onde dá para cortar despesas e custos e verificar oportunidades de aumentar o faturamento.

Um restaurante bem gerenciado é aquele que controla os seus números.

3.  Cardápio digital

O cardápio digital é uma solução de autoatendimento para clientes que cada vez faz mais sucesso.

Por si só já possui diversos benefícios, tais como:

  • agilidade e eficiência do autoatendimento;
  • rapidez na entrega dos pedidos;
  • eliminação de erros nos pedidos;
  • economia para o restaurante, especialmente com custos de atendimento;
  • aumento de ticket médio;
  • atualizações em tempo real;
  • ofertas e atendimentos personalizados.

Outra vantagem é que o trabalho da cozinha acaba sendo facilitado, já que os pedidos chegam lá diretamente, com ordem numérica e hora de emissão na nota.

Mas - você agora já sabe - que a integração com o sistema PDV para controle financeiro e análise de vendas torna-o um atrativo ainda maior para o bom gerenciamento.

4.  Produtividade de funcionários

É sempre interessante possuir uma maneira de saber como os funcionários estão trabalhando, ou seja, em relação à produtividade do trabalho no restaurante.

Através de um bom sistema de PDV, torna-se possível entender quem está sendo responsável por cada tarefa, se alguém está fazendo muito mais ou muito menos que outro membro da equipe e bolar estratégias de como delegar tarefas de maneira justa e equilibrada para todos os funcionários.

É importante manter a hierarquia na cozinha, por exemplo. E, se por alguma razão os números começarem a cair (controle possibilitado pelos relatórios do PDV), é possível que haja alguma interferência entre membros da equipe e você pode agir o quanto antes e corrigi-la imediatamente.

5.  Relatórios e análises

O sistema ainda possibilita a emissão de diversos relatórios para diversas análises, como estamos mencionando o tempo todo.

Além de conseguir concentrar todos os processos em um só local, você consegue um acompanhamento integral diário, semanal, mensal e anual, de acordo com as suas necessidades.

Basta escolher com qual frequência você deseja acompanhar e controlar tudo, pois quem estabelece alguns tipos de controle, gerencia o negócio eficientemente!

Dessa maneira, pode-se analisar quais produtos estão vendendo melhor, quais não estão fazendo sucesso e, a partir disso, bolar estratégias para melhorar o restaurante e os gastos do estabelecimento.

6.  Cadastro de clientes

A vantagem de ter um sistema que trabalha com cadastro de clientes é porque você consegue manter um histórico de pedidos e, a cada retorno do cliente, fazer ofertas personalizadas, oferecendo pratos semelhantes ou combos especiais baseado no gosto de cada um.

Hoje em dia, quem tem dados, tem tesouro e, se você souber aproveitar bem a sua base de clientes, pode crescer e fortalecer a sua marca. Quer um exemplo? Um sistema de fidelização, como o cartão fidelidade.

Outra ideia para aproveitar esse cadastro é dar a cada cliente um login e senha para algum sistema dentro do seu site, possibilitando com que ele fique conectado com a sua marca.

7.  Controle financeiro

Além do controle de fluxo de caixa, é possível organizar todas as finanças, se você escolher bem o seu sistema de PDV.

Ou seja, você vai sempre ter acesso a elementos como:

  • contas a pagar;
  • contas a receber;
  • contas vencidas;
  • orçamentos;
  • investimentos; e
  • resumo financeiro.

Muitas empresas controlam esses aspectos através de planilhas de excel, por exemplo, e isso pode mudar ao implementar um PDV, integrando todas essas questões financeiras numa única plataforma, para uma excelente gestão financeira.

8.  Notas fiscais

Além do controle de contas, é super importante que o PDV para restaurante tenha o controle sobre as notas fiscais recebidas e emitidas. Escolha bem a empresa antes de contratá-la.

9.  Interface funcional

Além de ser completo e prático para controlar tudo que acontece dentro do restaurante, o sistema PDV precisa ser funcional. Afinal, uma das ideias principais é facilitar o trabalho de quem está administrando o restaurante.

A interface precisa ser intuitiva para que, na hora do uso, qualquer pessoa consiga acessar as funcionalidades, sem atrasar os atendimentos e emissão de relatórios gerenciais.

10.  Cadastro de fornecedores

Manter um cadastro de fornecedores ajuda na hora de fazer pedidos, já que o próprio sistema vai emitir um aviso quando identificar que o estoque está baixo e precisando de reposição e você vai poder ter acesso aos fornecedores muito mais facilmente.

Um sistema de PDV para restaurante pode ser muito vantajoso para o seu negócio e vai com certeza compensar o investimento!

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

4 Respostas

Deixe seu comentário