Deliway

4 dicas de aplicativo de delivery para receber pedidos

Neste artigo, apresentamos quatro dicas de aplicativo de delivery para você receber seus pedidos com mais facilidade e aumentar as vendas do seu negócio. Acompanhe!

Dica aplicativo delivery

Se você está pensando em adotar o serviço de delivery e aumentar a receita do seu negócio, é imprescindível utilizar um aplicativo para receber seus pedidos. Por isso, neste artigo, indicaremos quatro aplicativos de delivery que poderão intermediar suas vendas e cumprir suas necessidades.

Afinal, fornecer aos seus clientes opções variadas de atendimento é essencial para continuar efetuando suas vendas - visto que, atualmente, o atendimento ideal é aquele que ultrapassa as paredes do estabelecimento e continua eficiente onde quer que seja requisitado.

Assim, a ideia é que você forneça a melhor experiência possível aos seus consumidores e ainda aproveite a audiência dos apps para consolidar a sua marca e continuar atendendo, mesmo sob circunstâncias difíceis - como é o caso da pandemia do Covid-19 no setor de alimentação.

Portanto, selecionamos os quatro principais aplicativos de delivery, disponíveis no mercado brasileiro, para receber seus pedidos, assim você poderá compará-los e escolher o melhor dentre eles e, então, inserir sua marca na casa de seus clientes.

1.  iFood

Entre os quatro apps que apresentaremos, provavelmente o iFood é o mais conhecido. A empresa, fundada em 2011, possui milhares de usuários e, por isso, é considerada a maior empresa de delivery da América Latina.

Além disso, o iFood funciona a partir de seu recurso de geolocalização, ou seja, mostra estabelecimentos próximos da atual localização do usuário, facilitando a venda do produto - já que, dessa forma, o processo torna-se mais rápido para os clientes e democrático para os conveniados.

2.  Rappi

O Rappi, fundado em 2015, é uma empresa de delivery de comida e também de produtos variados, por isso, é possível pedir entregas de supermercados ou farmácias conveniadas, por exemplo. Dessa forma, é indicada, principalmente, para situações emergenciais.

O diferencial da Rappi em relação aos apps apresentados até então, está na possibilidade de contratar também o serviço de bikeboy e motoboy para a realização das suas entregas, caso seja sua intenção terceirizar essa atividade.

3.  Uber Eats

O Uber Eats, fundado em 2014, a partir do aplicativo de transporte que carrega o mesmo nome, é um dos principais concorrentes do iFood em solo brasileiro e, assim como ele, mostra resultados perto da localização atual do usuário.

Com o Uber Eats, além de divulgar sua marca no aplicativo de entrega de comida, os clientes do seu estabelecimento poderão acompanhar a sua entrega em tempo real e, da mesma forma, conferir nome e foto do entregador - ponto que pode ser positivo para a segurança do usuário, por exemplo.

4.  Deliway

O Deliway, diferente dos apps mencionados, não é um aplicativo, mas sim uma plataforma responsiva. Portanto, seu cliente não precisará baixar um aplicativo para realizar seu pedido, pois poderá acessar o cardápio do seu restaurante por meio de um link.

Para disponibilizar seu cardápio na plataforma, é cobrado uma taxa de 5%, em média, enquanto outros apps, como os citados, cobram acima de 16% para tornar o seu estabelecimento conveniado e passar a receber seus pedidos.

Portanto, agora que você conheceu os maiores aplicativos de delivery do Brasil, lembre-se de olhar com atenção para seus prós e contras e, assim, tomar a melhor decisão em relação às necessidades e prioridades do seu estabelecimento e clientela.

Por fim, analise todos os poréns e tome sua decisão com base em dados, benefícios e perfil do seu negócio, afinal, todo detalhe conta, não é mesmo?

P.S.: confira a disponibilidade dos serviços citados em sua região, pois em cidades menores, tanto o IFood quanto o Uber Eats ainda não estão disponíveis.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário