Aumente em até 40% o ticket médio do seu restaurante!

Conheça o oimenu

10 dicas de ouro de como montar uma confeitaria

O mercado de confeitaria expandiu e, com a modernização das técnicas, o espaço está aberto para novos negócios. Se você quer saber como montar uma confeitaria, veio ao lugar certo!

Compartilhe

Como montar uma confeitaria

Quando se trata do ramo gastronômico, não tem jeito: como em todo negócio, o primeiro passo de como montar uma confeitaria é ter disposição, pois só com conhecimentos culinários e aprimoramento constante é possível alcançar o sucesso. Você vai precisar dominar a fabricação de bolos, tortas, roscas, pães e outros produtos de padaria.

O grande diferencial de uma confeitaria é a fabricação própria, com produtos que seduzam os clientes, já que os doces não entram na lista de primeira necessidade na nossa alimentação.

Se você deseja saber como abrir uma confeitaria, nós listamos algumas dicas para quem quer começar, seja com uma loja própria, fazendo encomendas ou fornecendo os produtos para outros negócios, como supermercados e restaurantes. Vamos juntos?

1.  Entenda o mercado e o seu público

Quem está começando na confeitaria, como em qualquer negócio, precisa estudar o mercado e o público-alvo que deseja alcançar antes de abrir o empreendimento. Você conhece seus concorrentes e o que eles oferecem? Por que o seu produto será melhor, quais serão seus diferenciais?

E as pessoas que você deseja que sejam seus clientes? Você vai comercializar os produtos que elas mais gostam? Onde moram e quais suas preferências? Como você poderá seduzi-las e fidelizá-las?

Pensar nessas estratégias é fundamental para que você consiga atrair clientes para a confeitaria.

2.  Planeje o investimento necessário

Toda empresa bem estruturada conta com um plano de negócios eficiente. Sua confeitaria precisa ter um bom planejamento antes de sair do papel, ou seja, ter aquela fase em que se pensa em todos os prós e contras e se define que ações serão tomadas para realizar os objetivos propostos.

Vai além de pensar no mercado e no público: serve para não ter gastos inesperados mais adiante, porque esqueceu de alguns detalhes que podem afetar o negócio, ou acabar gastando mais do que devia antes mesmo de começar, por não ter planejado direito como faria os investimentos.

Também leve em consideração todas as questões burocráticas e legais, como normas da Vigilância Sanitária para restaurantes, direitos trabalhistas (caso tenha funcionários) e impostos a pagar. Converse com um contador ou entre em contato com um escritório de contabilidade para não esquecer de nada e atuar dentro da lei.

3.  Defina a localização do ponto comercial

Se a sua loja vai ser física, existem duas questões essenciais aqui: onde será o seu ponto comercial e como decorar uma confeitaria. Nesse sentido, você deve buscar um ponto em que as pessoas queiram parar para degustar seus produtos, um local que não seja um mero ponto de passagem que as pessoas acabam nem notando. O visual do seu negócio precisa chamar atenção!

Depois de ter criado uma marca própria, você vai precisar escolher as cores para sua confeitaria e o restante da decoração precisará harmonizar com esses tons, transmitindo algo único.

Ainda sobre a localização, pense no seu foco: suponha que o seu objetivo é vender bolos para casamentos. Não seria ótimo estar perto de lojas de vestidos e itens para noivas?

4.  Desenvolva uma boa loja virtual

Se você não pretende que seu negócio seja físico, mas deseja vender comida pela internet, investir em uma loja virtual é o caminho, já que uma confeitaria virtual é completamente possível. Você também pode vender por um aplicativo e até mesmo pelas redes sociais, que fornecem pequenas lojas virtuais dentro das suas plataformas.

Como seus clientes não vão conhecer seus produtos ao vivo antes de comprá-los, é importante que a sua plataforma virtual, independentemente de qual for escolhida, consiga transmitir o mais próximo disso, com fotos dos seus produtos, encantando e deixando o cliente com água na boca.

Também é importante fornecer informações completas dos produtos e deixar um canal aberto e de rápido atendimento para o caso de dúvidas. Quando o encontro não é presencial, é preciso caprichar nas formas virtuais de atendimento!

5.  Adquira os equipamentos básicos

Você vai precisar de equipamentos para montar uma confeitaria com força produtiva, capaz de gerar todos os produtos que agradem seus clientes. Não podem faltar:

  • Geladeira e freezer
  • Forno e fogão
  • Estantes e prateleiras
  • Bancadas de aço inoxidável
  • Batedeira, liquidificador e mixer
  • Formas, bowls e panelas
  • Potes para armazenamento
  • Utensílios de cozinha
  • Embalagens

6.  Contrate uma equipe

Você também precisa pensar na estrutura básica de pessoal para o funcionamento pleno da sua confeitaria. Além de equipamentos, preveja a mão de obra necessária, como:

  • Gerente
  • Confeiteiro
  • Atendentes
  • Auxiliar de cozinha
  • Auxiliar administrativo ou contabilidade
  • Auxiliar de serviços gerais
  • Comprador

É bem comum que, ao começar uma pequena confeitaria, você seja a pessoa responsável por todas essas atividades ou pela maioria delas. Para uma confeitaria média, em pleno funcionamento, é necessário que essas tarefas específicas sejam delegadas para cada profissional, para que ninguém se sobrecarregue e todos consigam realizar seu trabalho com excelência.

7.  Escolha bons fornecedores

Na hora de entrar em contato com fornecedores para criar o seu estoque de alimentos, isso deve ser feito de maneira inteligente e sempre priorizando bons produtos. Quando encontrar qualidade e esbarrar em um valor alto, não tenha receio de negociar com os fornecedores.

Para começar, o melhor é que o seu estoque seja mínimo, ou seja, o suficiente para prevenir qualquer situação de emergência. Assim, você pode contar com mais recursos financeiros para formar o capital de giro da empresa até que comece a ter lucro.

8.  Capriche no cardápio

Doces são muito visuais. Por isso, investir em boas fotos, até mesmo contratando um fotógrafo experiente, é muito importante para compor seu cardápio.

Selecione as melhores fotos e pense em como apresentar essas imagens ao cliente. Você deve contratar um designer para diagramar o cardápio, caso deseje que ele seja físico, ou pode optar por uma opção mais moderna, como o cardápio digital. Com ele, você pode atualizar as informações e fotos em tempo real, evitando gastos com reimpressões.

Pode parecer um investimento grande para quem está iniciando o negócio agora, mas você terá economia a longo prazo. Sem contar que um diferencial desses pode encantar e impressionar seus clientes desde a inauguração com um sistema de pedidos eficiente, já que um cardápio digital também proporciona a experiência do autoatendimento.

9.  Tenha a internet como uma aliada

Um negócio de confeitaria pode e deve usar a internet para divulgar seus produtos, abusando das fotos tentadoras, técnica conhecida como food porn. Hoje em dia, restaurantes precisam estar nas redes sociais, já que é por meio delas que a maioria das pessoas encontram esse tipo de estabelecimento.

Se seguir a dica anterior, já vai ter fotos para fazer a divulgação, tanto na internet quanto de maneira física, por meio de folders ou anúncio em jornal, por exemplo. Mas como na abertura do negócio a ideia é administrar bem os recursos, o ideal é fazer a divulgação pela internet, porque o custo é muito inferior do que divulgar nas mídias tradicionais (rádio, televisão, mídia impressa, outdoor etc.).

Também é nas redes sociais que as pessoas compartilham fotos dos seus produtos com outras pessoas. Portanto, não estar presente quando isso acontecer é um desperdício. Além de usar as fotos produzidas, publique preparos e situações em tempo real para se aproximar do seu público.

As pessoas adoram ver os bastidores ou ficam curiosas para provar produtos que são bem vendidos em vídeos - faça um vídeo do confeiteiro preparando novos doces, mostre produtos deliciosos chegando na confeitaria para os próximos preparos, enfim, solte a imaginação e deixe as pessoas fazerem parte do mundo da sua confeitaria sem sair de casa - até terem vontade de ir até você.

E, se não vierem, certifique-se de que ele esteja ciente de que pode fazer um pedido: mesmo que o seu negócio não seja totalmente virtual, é válido implementar um sistema de pedidos online para quem quiser pedir os seus doces de onde estiver. O delivery poderá incrementar as suas vendas, o que é bem interessante para quem está abrindo o negócio.

10.  Personalize

Como falamos no início, doces não são a nossa primeira necessidade de alimentação. Por isso, ainda mais do que em outros ramos gastronômicos, quem quer vender em uma confeitaria precisa oferecer algo único, que encha os olhos.

É importante entregar os clássicos que as pessoas costumam buscar em uma confeitaria, mas também é preciso inovar, entregando algum ingrediente secreto que as pessoas só encontram na sua loja.

Você pode oferecer pequenas degustações também, com seus produtos personalizados, para que as pessoas conheçam, identifiquem o diferencial e peçam mais.

Agora que você já conferiu algumas dicas de ouro de como montar uma confeitaria, só resta colocar as mãos à obra, planejar e fazer acontecer. Boas vendas!

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

E-book enviado com sucesso!

Agora você pode ler este e-book sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

Deixe seu comentário

Conheça o oimenu

Saber mais