Deliway

Quem é o público-alvo do seu restaurante?

Conhecer o público-alvo do seu restaurante é fundamental para o crescimento do negócio.

Publico alvo restaurante

Para um restaurante, um dos elementos mais importantes é o cliente. Você conhece o público-alvo do seu?

A definição de um público-alvo está ligada a inúmeros aspectos do restaurante, como, por exemplo: para criar uma ação de marketing que traga resultados, é preciso entender sobre o seu público e o que o cativa.

Em algumas situações, os pratos do seu estabelecimento podem ser deliciosos e o atendimento o mais tecnológico possível, entretanto, se o seu público-alvo não estiver definido corretamente, de nada adiantará todas as outras qualidades.

É importante entender que quando definindo o público de modo correto, o seu restaurante terá os inúmeros benefícios, tais como:

  • maior taxa de fidelização de clientes;
  • total alcance em ações de marketing para o restaurante;
  • resultados positivos em relação à satisfação dos clientes;
  • crescimento no número de consumidores; e
  • maior lucratividade.

Como definir o público-alvo de um restaurante?

Sua clientela ideal é uma parcela da sociedade que compartilha, entre si, os mesmos interesses, objetivos e, geralmente, que possuem o mesmo grau de escolaridade e de renda, por exemplo.

Quando pensamos nisso e associamos aos restaurantes, as clientelas tendem a compartilhar dos mesmos interesses gastronômicos e entusiasmo em relação ao ambiente.

O melhor meio para descobrir a sua base de clientes ideal é realizar uma pesquisa de mercado, levando em consideração alguns pontos importantes, que auxiliarão você a identificar o público-alvo e a criar de maneira assertiva um relacionamento próximo com ele.

Leve em conta aspectos como, por exemplo:

  • localização;
  • preferências e hábitos de consumo; e
  • idade.

Aliás, a definição de um público ideal faz com que você entenda para atender. E isso significa ser muito mais assertivo nas suas escolhas, o que irá, certamente, aumentar o faturamento.

Um exemplo é fazer marketing para millennials, a geração nascida de 1981 a 1996: com seus gostos e hábitos específicos, você os entenderá para melhor atendê-los, fidelizando-os por falarem a mesma "língua".

Cardápio, preços e tecnologia

Estes quesitos estão interligados de maneira interessante, pois, para cada estilo de cardápio, existe uma precificação adequada, além de que a forma como este cardápio é apresentado também interfere na satisfação do cliente.

Um restaurante com um cardápio gourmet sofisticado chama a atenção de um público específico e totalmente diferente do público que tem como preferência barzinhos, com petiscos no cardápio. Os preços, portanto, também auxiliam na identificação desses clientes.

Além disso, leve em consideração:

  • a localização do seu estabelecimento; e
  • a região e a renda financeira das pessoas que ali vivem.

Desta forma, você conseguirá estabelecer preços de acordo com os seus consumidores ideais.

Ao final destas análises, saiba que a maneira como você apresenta o seu cardápio também interfere com o seu relacionamento com o cliente, de modo que optar por um cardápio diferenciado, pensado exatamente para a clientela definida, acarretará em mais sucesso para o seu negócio.

O interessante em inovar neste quesito é que, independentemente da idade do seu público-alvo, todo mundo gosta de tecnologia, certo?

Então, para dar aquele up no estabelecimento, optar por disponibilizar um cardápio digital na mesa ajudará o seu restaurante a ganhar destaque entre os demais.

Ambiente

Sim, o ambiente é um grande fator para seleção de público-alvo. Para conseguir resultados eficientes, durante a pesquisa, algumas informações precisam ser levadas em consideração.

Assim, além de todas as dicas que já passamos ao longo do texto, considere quesitos como:

  • faixa etária;
  • classe social;
  • escolaridade;
  • hobbies; e
  • preferências gastronômicas.

A partir destas informações, fica fácil decidir e entender o ambiente que este consumidor gosta de frequentar.

Para entender melhor, pense no seguinte exemplo: um ambiente frequentado por famílias ou casais mais experientes tendem a ter a decoração e ambientalização divergente de um lugar frequentado por pessoas mais jovens ou solteiras, na faixa etária dos 20 a 30 anos.

Localização

Para que seus clientes cheguem até você, seu restaurante precisa ser bem localizado. Sabe-se que as pessoas mais jovens costumam se deslocar mais para obter o atendimento que desejam e as mais experientes preferem os estabelecimentos mais próximos.

Por isso, o seu restaurante precisa estar localizado na região mais assertiva para o seu público-alvo.

Claro que as outras pessoas que frequentam aquela região também deverão frequentar o restaurante, mesmo que não façam parte do grupo-alvo, afinal, é comum algumas pessoas frequentarem restaurantes apenas pela curiosidade do cardápio, das bebidas, do ambiente ou pelo atendimento diferenciado.

Exemplos de público-alvo

As pessoas que frequentam restaurantes possuem características únicas, diferente das que gostam de frequentar bares, temakerias ou hamburguerias.

Estas diferenças estão relacionadas à idade, escolaridade e renda financeira - além de muitas outras possibilidades.

Abrir um barzinho com música pop, que tenha como opções de petiscos, porções de fritas e que trabalhe com um cardápio variado de cerveja, em uma região onde a maioria da população é mais experiente e prefere restaurantes italianos e bons vinhos, pode não ser financeiramente rentável.

Conhecendo seus consumidores, você saberá exatamente no que investir efetivamente, sem perder dinheiro e nem tempo, além de poder melhorar, surpreender e conquistar cada vez mais clientes, pois você já saberá como agradá-los.

O público-alvo do seu restaurante não é todo mundo! Invista nele!

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário