Aumente em até 40% o ticket médio do seu restaurante!

Conheça o oimenu

Como montar um cardápio para pastelaria estratégico?

Saiba qual estratégia usar ao montar um cardápio para pastelaria e como fazer o seu de forma online e de graça!

Compartilhe

Cardápio pastelaria

Quem quer desenvolver um cardápio para pastelaria precisa conhecer mais sobre planejamento estratégico de menu e, antes de qualquer coisa, desenvolver um catálogo de todos os produtos que serão comercializados, além de definir seus valores.

Será necessário também compreender a melhor maneira de organizar as informações no cardápio - seja físico ou digital - e preocupar-se com descrições, imagens, cores e fontes.

Fique sabendo: um cardápio pode ser chamativo e estratégico ao mesmo tempo! É claro que nele você deve direcionar o foco para os pastéis, mas não de qualquer jeito e sim levando em consideração preferências de consumo do seu público-alvo.

Cardápios estratégicos atraem clientes pelo “conjunto da obra”. Então, para desenvolvê-los não basta ser criativo: é preciso pesquisar muito, pensar de forma inovadora, buscar maneiras de se diferenciar da concorrência e compreender cada detalhe da produção dos produtos vendidos, incluindo sua ficha técnica completa.

Veja a seguir como acertar no planejamento de cardápio e em todos esses detalhes.

Por onde começar a desenvolver um cardápio de pastel?

Antes de começar a pensar no seu menu, descubra quem é o público-alvo da pastelaria: qual a sua média de idade, se fazem pedidos via delivery ou passam caminhando ou de carro para retirar o pastel e em quais dias e horários da semana tendem a consumir esse produto.

Faça levantamentos para saber quais sabores esses consumidores mais buscam e o que procuram em outras pastelarias que não conseguem encontrar.

Em seguida, pesquise e estude sobre engenharia de cardápios: é aqui que você consegue definir quais produtos trarão lucro, quais são necessários para atrair e fidelizar clientes e quais evitar de vender ou vender apenas sazonalmente.

1.  Coloque tudo no papel

Faça uma lista completa dos sabores de pastéis que serão colocados à venda e de todos os outros itens comercializados pela pastelaria. Ela funcionará como um catálogo de tudo o que deve constar no cardápio.

Adicione à lista:

  • opções de recheios exclusivos;
  • alternativas veganas e vegetarianas;
  • pastéis temáticos ou relacionados à cultura local;
  • produtos assados em versão light ou diet;
  • alternativas de massa e recheio para clientes com algum tipo de restrição alimentar.

Se puder, dê ao cliente também a possibilidade de personalizar o pastel, tirando ou adicionando ingredientes. E mais: não deixe de oferecer pelo menos dois tamanhos do mesmo produto.

2.  Precifique cada item

Saiba que é possível - sim! - chegar ao preço perfeito (ou quase) cobrado por um item. Para isso, você vai precisar estudar a chamada precificação dos produtos do cardápio: ela é fundamental no processo de desenvolvimento estratégico de um menu.

A partir daí, calcule quanto será gasto para a produção dos itens e para a compra de insumos e quanto você deve cobrar por cada venda para que tenha lucro. A ficha técnica bem feita e com todos os detalhes do produto e seus valores vai ajudar muito nessa conta.

Coloque-se no lugar do consumidor antes de definir os valores e faça comparativos com a concorrência. Uma vez definidos os valores, passe para a próxima etapa.

3.  Pense nas descrições

Com a lista de produtos em mãos, dê nomes para todos eles e adicione aos nomes os principais ingredientes de cada receita.

Além dos nomes, desenvolva descrições dos produtos e pastéis. Elas precisam ser simples, mas completas e destacar diferenciais que atraiam o consumidor e/ou insumos ou modos de preparo capazes de dar água na boca.

Atenção: títulos, subtítulos e descrições devem ter fácil leitura e ortografia impecável. Erros de português são inadmissíveis no seu cardápio.

4.  Divida os produtos em categorias

Finalmente, separe os itens que constarão no menu em categorias e tamanhos, deixando toda essa divisão bem clara para o consumidor. Organize os pastéis, por exemplo, em doces e salgados; grandes e pequenos; tradicionais e especiais.

Nomeie e distribua também em categorias outros alimentos e bebidas e não deixe de separar o que for para beber entre alcóolicos x não alcoólicos, pelo menos. Quanto melhores as descrições e divisões, maiores suas chances de vendas! 

Depois desses quatro passos, está quase tudo pronto para conseguir um bom cardápio de verdade. Todo o raciocínio estratégico está pronto e chegou o momento de materializar seu menu. Vamos lá?

5.  Escolha o tipo certo de menu

Usando referências de lugares que já tenha frequentado ou da internet, encontre o layout ideal para a sua pastelaria.

Você pode querer um menu tradicional, em formato de folheto, feito direto na parede, impresso e afixado a uma prancheta ou digital: pondere as alternativas antes de tomar uma decisão e fale com especialistas, se achar necessário.

O cardápio por QR Code pode ser ótima alternativa para pastelaria, já que é de fácil acesso e permite acelerar a realização do pedido, assim como o seu envio à cozinha. Existe a possibilidade de desenvolvê-lo pela internet mesmo e entre os seus benefícios estão:

  • acesso rápido para os clientes;
  • edições e alterações do conteúdo sempre que você quiser;
  • fácil divulgação nas redes sociais;
  • possibilidade de envio através de mensagem instantânea ou e-mail;
  • maior sustentabilidade e economia financeira.

Lá no final desse conteúdo, você fica sabendo mais sobre como funciona o cardápio via QR Code e de que maneira conseguir um sem precisar pagar nada. 

6.  Finalmente, faça a diagramação do seu cardápio

Organize da melhor maneira a apresentação dos produtos da pastelaria aos clientes e pense em como distribuí-los dentro do formato de cardápio que você selecionou.

Escolha fontes e cores de forma adequada, sempre pensando que um menu precisa ser fácil de ler e interpretar e não pode “cansar os olhos” dos consumidores. Se importe também com:

  • distribuição das informações;
  • ortografia correta;
  • quantidade de opções;
  • tamanho das descrições;
  • fontes diferentes para títulos, subtítulos e textos;
  • alinhamento e legibilidade (facilidade de leitura); e
  • apresentação dos preços.

Dica extra: especialistas recomendam evitar o uso de “R$” no cardápio e, ao invés de arredondar valores, terminá-los com 0,90 centavos. Quem vê um produto custando 9,90 está mais propenso a comprá-lo do que se ele custasse 10, pode acreditar!

Defina as cores

Não aposte aleatoriamente nas cores do seu menu e se tiver dúvidas sobre quais usar, combine o cardápio com a paleta da pastelaria. Isso é priorizar a identidade visual por completo.

Saiba que existem as cores que dão fome e as que passam sensação de alimentos saudáveis ou frescos; tons fortes transmitem elegância e tons claros credibilidade; algumas colorações chamam a atenção dos consumidores, enquanto outras incentivam tomadas de atitude e por aí vai.

Percebe o quanto estudar a psicologia do design também é necessário para melhores estratégias? E tem mais…

Acerte nas imagens dos produtos

Tire fotografias de alta qualidade dos seus próprios itens para usar no cardápio. Isso é sempre mais legal do que optar por imagens extraídas de páginas de busca ou bancos da internet. 

Muitos empreendedores escolhem usar sites de fotos de comida quando desenvolvem menu de lanchonetes e outros estabelecimentos, o que pode não ser positivo aos olhos do consumidor.

Fotografias do próprio produto, quando bem capturadas e editadas são mais interessantes e agradáveis aos clientes, já que transmitem mais confiança,pois o consumidor vai receber exatamente o que está vendo na imagem.

Agora sim, depois de todos esses passos, está praticamente pronto o seu cardápio para pastelaria. Que comecem as vendas!

Cardápio por QR Code para pastelaria

Lembra que falamos sobre o cardápio por QR Code? Esse tipo de menu pode ser personalizado do jeito que você quiser e não exige download de nenhum aplicativo para ser acessado ou utilizado. 

Mais uma vantagem: quem opta pelo cardápio QR Code para uma pastelaria também não precisa investir em outros equipamentos ou na instalação de sistemas. 

É você mesmo quem cria o seu menu de forma 100% digital e com possibilidade de:

  • separar os itens por categorias;
  • inserir descrições atraentes e criativas para cada produto;
  • apresentar valores, descontos e promoções;
  • usar fotografias próprias;
  • divulgar o contato da loja e as redes sociais da marca.

Se quiser dar um upgrade no seu cardápio, você também pode se tornar assinante do Plano Chef oimenu e oferecer aos seus clientes benefícios exclusivos como o de chamar o garçom através da própria plataforma e fechar a conta sem precisar de maquininha.

Nesse plano, você também pode integrar o seu menu digital ao sistema ERP que já utiliza na pastelaria, passando a receber os pedidos diretamente na cozinha.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

E-book enviado com sucesso!

Agora você pode ler este e-book sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

Deixe seu comentário

Conheça o oimenu

Saber mais