Deliway

Como fazer um cardápio para vender no iFood

Um restaurante no iFood vende mais e melhor se o cardápio disponibilizado no aplicativo for bem elaborado.

Fazer cardápio ifood

Estar ligado às mudanças de mercado e no jeito de consumir no ramo dos restaurantes faz parte de uma das atividades dos proprietários e gestores desses estabelecimentos.

De nada adiantaria servir a melhor comida e o melhor ambiente se não houvesse clientes. E isso fica ainda mais evidente quando o padrão de consumo muda - coisa que o iFood está provocando.

O aplicativo permite com que os restaurantes vendam seus produtos para clientes que não querem se deslocar aos estabelecimentos. Ou seja, vender pelo aplicativo serve como uma porta de entrada: você leva seu restaurante às casas de mais pessoas do que poderia receber em seu estabelecimento, possivelmente.

Isso significa que você tem a possibilidade de vender muito mais do que se ficasse restrito à área do seu próprio restaurante. Contudo, a concorrência por lá também é grande.

A cada dia que passa, os usuários/clientes que realizam seus pedidos pela plataforma deparam-se com novos restaurantes, cardápios, produtos e vantagens.

E é exatamente por isso que você precisa saber como fazer e criar um cardápio eficiente no iFood: para se destacar no meio de tanta concorrência. Afinal, você não concorre apenas com o estabelecimento da outra esquina, mas com estabelecimentos de toda a região.

Como montar meu cardápio no iFood

Antes de mais nada, é interessante você preparar uma lista de tudo que venderá pelo aplicativo. Vamos levar em consideração uma casa de lanches como exemplo, para entendermos tudo sobre as categorias, adicionais e possibilidade de personalização que o seu cliente terá.

O mais importante, para qualquer cardápio a ser inserido na plataforma, é ser o mais detalhado possível. Isso porque existem muitos estabelecimentos que não colocam nada sobre seus produtos: nem foto, nem descrição, nem quantidade.

Você não acha que esse restaurante vende muito, certo? Afinal de contas, possivelmente nenhum cliente iria escolher sem saber o que, quanto e nem como. Pensando nisso, voltemos ao exemplo da casa de lanches.

Imagine que ela possa vender:

  • xis salada;
  • sanduíches;
  • cachorro-quente;
  • porções;
  • bebidas.

É importante criar cada uma dessas categorias no seu cardápio no iFood, para facilitar para o cliente.

Após isso, é importante utilizar amplamente todos os recursos possíveis: colocar imagens bem feitas e reais dos seus produtos, descrever todos os ingredientes que cada receita contém e informar a quantidade. Por exemplo: um xis salada com hambúrguer de 180g.

Montar o cardápio na plataforma exige, antes de mais nada, essa listagem completa de tudo que você vende e disponibiliza.

Como cadastrar cardápio no iFood

É importante destacar que só conseguem cadastrar cardápio aqueles restaurantes que já entenderam como cadastrar para vender no iFood, ou seja, que já estão com a etapa de cadastramento completa na plataforma: desde o preenchimento dos dados, escolha do plano, escolha da mensalidade e contrato assinado.

Vale lembrar que assim que o contrato está assinado, o pessoal do aplicativo irá entrar em contato com o responsável pelo restaurante e solicitará, dentre outras coisas, uma foto (ou a lista por escrito) do cardápio.

Desta maneira, eles mesmos farão um pré-cadastro de todos os seus produtos na plataforma, auxiliando na agilidade do processo. Afinal, quanto mais você vender, mais eles ganham, também.

Agora, se você já se cadastrou para vender no iFood e já listou tudo que venderá pela ferramenta, como sugerimos no tópico anterior, é hora de abrir o sistema que dá acesso à parte administrativa, ou seja, o portal do restaurante.

É através dele que você terá acesso ao gerenciamento da sua loja, como, por exemplo, as avaliações, entregas, pedidos, formas de pagamento e ao cadastramento do cardápio.

O passo a passo para começar o cadastramento de produtos é bem simples (lembrando que é possível editar o cardápio no iFood, bastando voltar e seguir essas etapas sempre que precisar).

Como colocar o cardápio no iFood

1.  Acesse portal.ifood.com.br e faça o login para entrar no gerenciador da loja.

2.  Clique em "Cardápio" no menu à esquerda.

3.  Já deve haver produtos cadastrados, visto que o iFood fez um cadastro inicial dos seus produtos. Ali você poderá clicar em "pausar o produto", "duplicar" ou "editar".

4.  Para editar algum produto que já está cadastrado, o que é altamente recomendado, clique em "editar", à direita.

5.  Abrirá uma tela importantíssima, chamada de "informações gerais", na qual você deverá:

  • colocar uma linda foto do seu produto;
  • adicionar descrição, disponibilizando a lista completa de ingredientes e as quantidades (lembra do hambúrguer de 180g do exemplo acima?);
  • informar o preço correto;
  • criar um nome para o produto e escrevê-lo corretamente;
  • selecionar em qual categoria ele se encaixa (é "xis salada" ou é "sanduíche"?).

6.   Dentro dessa mesma tela, além das informações gerais que destacamos no tópico anterior, você terá a possibilidade de modificar a disponibilidade, informar sobre os complementos e promoções de cada produto, como explicaremos a seguir.

6.1   Disponibilidade: é nesse momento que você define se quer vender determinado prato somente nas quartas-feiras ou todos os dias da semana e em quais horários.

Isso é ótimo para não enganar o seu cliente, pois pode ser um prato do dia, por exemplo, que não vai ser vendido em outro. Abuse de todas as ferramentas disponibilizadas, pois, como falamos no início do texto, somente os restaurantes que chamarem a atenção de seus clientes ganharão destaque em meio à concorrência.

6.2   Complementos: essa ferramenta é super importante, pois há diversos itens necessários para que o seu cliente finalize o pedido. Por exemplo, imagine que o cliente pode escolher entre dois molhos para o seu xis salada. É ali que ele poderá fazer a opção.

Nessa etapa você também poderá definir os tamanhos diferentes de cada prato e porção. Vale lembrar que, nesse caso, provavelmente, você não vai cobrar entre um molho ou outro, mas há casos em que você pode oferecer um hambúrguer extra.

Assim, é nessa aba que você selecionará ou não a opção "complemento obrigatório", para quando a escolha for grátis.

Se for algum produto que gere venda extra, é preciso deixar essa opção em branco, quando você poderá colocar o valor do complemento. Você pode adicionar quantos complementos quiser, inclusive sobre itens descartáveis: se o cliente vai precisar de talher, por exemplo.

6.3  Promoções: o próprio aplicativo exige que somente produtos com fotos possam participar de promoções, para você entender a importância de deixar o seu cardápio o mais lindo e completo possível.

Nesse momento, você pode escolher se o produto terá valor promocional, lembrando que há algumas exigências para cadastrar promoções, além da foto: é preciso dar, no mínimo, 10% de desconto e que o valor do desconto seja superior a R$ 2.

Lembre-se o tempo todo: você está tentando atrair o cliente para dentro da sua loja, portanto capriche!

As dicas acima foram para quem queria saber como alterar seu cardápio no iFood, uma vez que - reforçamos - o aplicativo já realiza um pré-cadastro dos seus produtos.

Estamos mencionando isso para que você fique tranquilo quanto ao cadastramento de produtos novos: é só seguir o mesmo passo a passo acima, com uma diferença.

A diferença é que, ao invés de clicar em "editar", você vai clicar em "adicionar item", dentro de cada categoria já existente. Caso contrário, você deve criar uma nova categoria e, aí sim, acrescentar novos produtos.

Boas práticas para o seu cardápio

No portal da sua loja, é importante adicionar o valor e a área da entrega, pois é um valor que o cliente, provavelmente, precisará considerar para terminar o seu pedido.

Confira com frequência se o que você está anunciando está com disponibilidade em estoque, para evitar problemas. Lembre-se que os clientes podem deixar avaliações sobre a sua loja, produto e atendimento e você poderá sair prejudicado nesses casos.

Ainda no portal, você deve caprichar na apresentação do seu perfil (que você pode acessar também no menu à esquerda do site).

É importante colocar o logo da sua empresa e deixar mensagens de boas-vindas para os clientes, além de poder definir se há ou não pedido mínimo para sua loja.

Agora que você já entendeu tudo isso, comece esse trabalho o quanto antes, para colocar seus produtos à venda, com qualidade e diferenciando-se da sua concorrência: afinal, você já sabe a importância das imagens e descrições no cardápio.

As fotos de comida precisam provocar desejo no seu cliente e, portanto, devem ser bem tiradas e produzidas. A gente já falou, mas é importante repetir: se você, por alguma razão, não tiver um bom fotógrafo à sua disposição, há alguns recursos, como os bancos de imagens.

Contudo, nossa dica continua valendo nesses casos: busque imagens que contenham os mesmos ingredientes e não fujam muito da apresentação dos seus produtos. A intenção é sempre ser verdadeiro e honesto com o seu cliente, mantendo a relação entre sua empresa e ele sempre fiel.

As descrições complementam as imagens e, portanto, é preciso pensar nesses itens como se fosse um combo. São os detalhes e o cuidado que farão sua marca crescer na plataforma, aumentando sua possibilidade de vendas.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

28 Respostas

Deixe seu comentário