Cardápio de hamburgueria: o que oferecer além do hambúrguer?

5 dicas de como incrementar o seu cardápio, variando o catálogo de produtos para além dos tradicionais hambúrgueres

cardápio de hamburgueria

Cada vez mais ganhando espaço no ramo dos restaurantes, o nicho das hamburguerias está se destacando por ser a alternativa mais saudável – e deliciosa! – do que as tradicionais redes de fast-food que servem uma modificação do que, tradicionalmente, é um hambúrguer de verdade.

Aliás, quando se fala em comida de verdade, é exatamente esta a expressão que está constantemente nos debates do que é uma alimentação saudável. Se você considerar pão, carne e queijo, por exemplo, já basta para dar uma nova dimensão a respeito do que os fast-food servem.

Ou seja, quanto melhor a qualidade dos insumos utilizados, melhor a veracidade da comida servida. Assim, dentro dos nichos das hamburguerias, podemos destacar, ainda, os hambúrgueres gourmet: com combinações inusitadas e a busca pelos melhores ingredientes, o consumidor deixará de lado a sensação de estar comendo algo ultra processado e, portanto, não se sentirá enganado, pois saberá o que está comendo.

O crescimento deste tipo de estabelecimento é extremamente perceptível, em todas as cidades do País, basta olhar para a quantidade de estabelecimentos criados, nos últimos 5 anos. Quantas hamburguerias a sua cidade possui? Faça a conta.

Agora, uma coisa é certa: ninguém quer visitar uma hamburgueria e encontrar um cardápio com apenas receitas tradicionais, facilmente encontradas em qualquer canto da cidade. Claro, você deve, sim, manter receitas clássicas, básicas e tradicionais, muito bem feitas e com os melhores ingredientes possíveis.

Contudo, você deve se destacar de toda a concorrência que também pensa isso e, portanto, na matéria de hoje, iremos te dar 5 dicas de como incrementar o seu cardápio, variando o catálogo de produtos para além dos tradicionais hambúrgueres a fim de surpreender o paladar do seu cliente e levá-lo para fora da sua zona de conforto.

Leia também: Como montar um cardápio para hamburgueria

1. Saladas

Imagine a seguinte situação: um grupo de amigos ou família resolve ir ao seu estabelecimento, mas alguém está de dieta ou, simplesmente, não está a fim de comer um hambúrguer. Você, dono de estabelecimento, já deve ter vivido isso na pele, enquanto cliente. Muitas vezes o grupo muda de opção para contar com a presença de um dos membros. Você não vai querer perder a oportunidade de serví-los todos muito bem, né? Uma salada bem elaborada resolve o problema de todo mundo, além de ser item barato. Até quem saiu de casa apenas para provar seu prato principal poderá incrementar o seu pedido com uma saladinha, para manter o equilíbrio e a boa forma. Vale considerar!

2. Hambúrguer sim, mas de origem vegetal

A gente vem batendo nesta tecla há algum tempo, tendo em vista o crescente número de adeptos aos estilos de vida vegetarianos e/ou veganos. Você não pode desperdiçar a chance de atrair, dentre um grupo de fãs dos tradicionais hambúrgueres de proteína animal, um ou dois amigos que não consomem carne.

Você deve, antes de tudo, entender quais as diferenças entre vegetarianos (comem queijo, por exemplo) e veganos (não comem nem pão que contenha ovos), antes de identificar uma receita como tal no seu cardápio. O cliente não pode ser enganado.

Contudo, deixar à disposição um hambúrguer de feijão, de grão de bico ou de cogumelos, irá tirar o seu restaurante do bolo comum e gerar um engajamento de boca a boca: clientes veganos e ou vegetarianos (e, até mesmo os carnívoros que pensam em reduzir o consumo de carnes) virarão promotores do seu restaurante se, imagine só, na cidade, somente você oferecer esta receita.

3. Sanduíches

Pode parecer a mesma coisa, mas um sanduíche não é um hambúrguer. Por definição, os sanduíches podem ser de qualquer coisa: filé de frango, bife à milanesa, pasta de amendoim. As possibilidades são infinitas e é justamente esta a vantagem de incluir sanduíches no seu cardápio. Os tradicionais hambúrgueres possuem uma fórmula: pão redondo e a carne moída em formato de disco. Esse é o básico. Já os sanduíches podem ser feitos de pães variados, como ciabattas, baguetes e pão francês, inclusive. Vale caprichar e ser muito criativo nas receitas, nestas horas. Um cliente que retorna ao seu estabelecimento se sentirá feliz ao poder escolher e variar, durante as suas visitas.

4. Releitura de acompanhamentos

Quase todo hambúrguer acompanha uma porção de batata frita, confere? Pegando os moldes das tradicionais “dinners” americanas dos anos 60 (aparecem em muitos filmes, já percebeu?), o combo virou queridinho – e até mesmo indispensável – em todo estabelecimento. Mas e se, além de servir como acompanhamento, você mesmo picar e fritar as suas batatas (ao invés das congeladas)? As pessoas estão cada vez mais buscando alimentos de verdade, com sabor de comida caseira.

Além disso, você pode assar as batatas, colocar alecrim, torná-las rústicas.

Você pode servir anéis de cebola (em inglês, as onion rings) com ou sem recheio de queijo.

Que tal, ainda, servir palitinhos de queijo mussarela empanados, com um molhinho especial?

Estes acompanhamentos poderão ser vendidos separadamente, por exemplo, como entrada, o que certamente aumentaria o valor do seu produto, incrementando o ticket médio.

5. Milk-shake

Vamos voltar para os Estados Unidos, nos anos 60? Ah, os tradicionais milkshakes de morango, chocolate ou baunilha. Que experiência você servirá para o seu cliente, não é mesmo? E isso, ainda, caberia como sobremesa. Forme combos, incremente receitas. Use frutas brasileiras para compor receitas. As ideias são muitas, converse com o chef ou nutricionista que atende ao seu estabelecimento. Proporcione mais esta opção para os seus clientes e saia na frente de toda a concorrência.


E aí, gostou das ideias? Tem mais algumas que gostaria de dividir conosco por aqui? Agora é a hora de agir e incrementar o seu cardápio. Não espere a concorrência fazer primeiro: saia na frente!

O que você achou do post?

9 Respostas

Deixe seu comentário