Aumente em até 40% o ticket médio do seu restaurante!

Conheça o OiMenu

Como montar um cardápio de doces: passo a passo

É difícil encontrar alguém que resista a um bom doce, não é? Por isso, investir em um cardápio de doces ou sobremesas pode ser o que faltava para o seu restaurante crescer ainda mais. Confira as dicas que separamos para você.

Compartilhe

Cardápio de doces

Para você montar um cardápio de doces, é preciso pensar no design, nas informações e descrições dos produtos, precificação e até mesmo nos conceitos da engenharia de cardápio. Parece complicado? Calma: a gente ajuda você a montar um cardápio de doces de modo fácil e bem interativo!

Uma coisa que você provavelmente ainda não deve saber sobre como vender doce é que a tecnologia pode auxiliar o empreendedor a aumentar muito suas vendas.

E não estamos falando só de redes sociais para divulgar o produto. Já se foram os tempos em que os cardápios eram só um pedaço de papel.

Por isso, criamos um passo a passo de como criar um cardápio de doces. É importante ressaltar que a criação do seu menu deve considerar tudo o que acontece no plano de fundo: as embalagens de doces, como armazenar os doces e todos os outros custos adicionais que você tem no seu empreendimento.

Isso porque todos esses quesitos influenciam em um tópico muito importante no seu cardápio: a precificação dos itens.

Portanto, pegue um papel e uma caneta. Nosso guia prático de como criar um cardápio está prestes a começar!

Como montar um cardápio de doces

Bom, para começar o seu cardápio de doces, é preciso escolher o tipo de cardápio. Algumas opções são os do tipo folheto, cardápio de parede ou o moderno cardápio digital.

Depois disso, é preciso estudar todos os custos de cada prato: qual o valor dos ingredientes, o preço da mão de obra e dos gastos fixos e variáveis. É preciso que você saiba o preço de cada uma dessas coisas para diluir o valor no preço final de cada item do seu cardápio.

Propor preços atrativos aos clientes pode ser uma boa ideia de marketing, mas não compensa se você não tiver lucros e não conseguir pagar as despesas mencionadas acima.

Uma das ferramentas que pode aumentar seus lucros é o cardápio digital. A interface intuitiva desse tipo de menu faz com que os clientes sejam mais propensos a fazer mais pedidos ou optar por acompanhamentos para os pratos escolhidos.

Mas não se preocupe, explicaremos tudo tim-tim por tim-tim, a começar com tudo o que você precisa para montar o seu cardápio de doces.

1.  Separe o cardápio por seções

Uma das dicas mais básicas e essenciais na criação de um cardápio é seccionar o menu. Isso ajuda não só na organização visual do material, mas também faz com que você venda mais.

É disso que trata a engenharia de cardápio. Posicionar os pratos mais rentáveis em lugares estratégicos do seu menu pode aumentar bastante o seu lucro com os pedidos.

Por exemplo, um cardápio que separa aperitivos dos pratos principais e bebidas pode fazer com que o cliente opte por consumir uma entrada antes do prato principal.

Uma ideia é separar também o menu entre diferentes tipos de doce. Que tal deixar um espaço para os doces tradicionais e reservar uma parte para o cardápio de doces gourmet?

O que são doces gourmet?

Os novos queridinhos do momento consistem, basicamente, em utilizar ingredientes mais nobres ou especiais na elaboração dos pratos. A ideia é fugir dos doces tradicionais e apostar em sabores para paladares mais exigentes.

É comum que as confeitarias apostem em doces gourmet com nutella, leite ninho, morangos e afins.

2.  Calcule bem os preços de custo e venda de cada produto

Como já mencionamos, é primordial que você saiba todos os custos que envolvem a produção de cada prato que consta no seu menu - contar com uma ficha técnica de preparação de alimentos ajuda muito nessa hora.

No fim do dia, o dinheiro que entra em caixa deve ser o suficiente para pagar pela sua produção e ainda gerar lucro. Afinal, manter um bom fluxo de caixa é indispensável para a saúde financeira do seu restaurante.

Por isso, o preço dos itens oferecidos no cardápio devem conter os cálculos das seguintes despesas:

  • preço do gás, energia e equipamentos utilizados para fazer o pedido;
  • custo da mão de obra;
  • valor dos ingredientes utilizados para fazer o prato; e
  • custos operacionais - com equipe de salão, caixa e sistema de gestão para restaurante, caso você possua.

Viu só como a precificação do cardápio vai além do preço dos ingredientes? Tudo isso faz parte de uma gestão estratégica de caixa, que vai evitar que você tenha problemas no gerenciamento financeiro da sua empresa.

3.  Aposte em fotos profissionais

Se o tipo de cardápio escolhido para o seu restaurante permite o uso de fotos, faça bonito! De nada adianta estampar seu cardápio se as imagens forem de péssima qualidade. O ideal é contratar um fotógrafo profissional para fazer as fotos dos itens do seu menu, afinal, muita gente escolhe o que comer pelas fotos.

Inclusive, se você aposta em pratos diferentes como os doces gourmet, as fotos são uma ótima ideia para mostrar ao seu cliente o que ele pode experimentar de novo, o que ajuda a alavancar as vendas.

As fotos também fazem parte de outra questão muito importante na hora de montar um cardápio de doces: a diagramação do menu.

4.  Escolha um bom design para o seu cardápio

O cardápio do seu negócio também é o cartão de visitas dele. Por isso, é importante fazer uma boa diagramação, escolher uma paleta de cores que combine com o empreendimento e fontes que sejam legíveis para os clientes.

Certifique-se de separar o seu cardápio por “áreas” e não deixe que as informações fiquem amontoadas. Tudo deve estar à altura dos olhos dos clientes.

É aqui que você deve utilizar alguns conceitos da psicologia do cardápio. Garantir que as informações sejam lidas e processadas de modo mais eficiente também é uma forma de vender mais.

5.  Ofereça um menu seguro para alérgicos e para quem tem intolerâncias alimentares

Este ponto pode ser abordado de duas formas diferentes, você pode optar por:

  • fornecer um cardápio especial para dietas restritas - low carb, celíaca, vegetariana ou vegana, por exemplo; ou
  • adotar o uso de selos que ilustrem a utilização de alimentos alergênicos na sua produção, como ovos, trigo, leite, frutos do mar e amendoim, já que esses são alimentos responsáveis por causar 90% das alergias alimentares.

Oferecer essas opções mostra ao seu público que, além dos saborosos doces tradicionais, seu restaurante ou confeitaria também está preparado para atender públicos com restrições alimentares.

Ou seja, os clientes ganham uma nova opção na cidade para consumir sobremesas e você ainda aumenta seu leque de clientes. Viu só? Todo mundo sai ganhando!

6.  Forneça uma seção de bebidas para acompanhar os doces

Se você tem uma confeitaria ou cafeteria especializada em doces e não tem uma seção especial do cardápio direcionada aos acompanhamentos como as bebidas, você pode estar perdendo dinheiro.

Tanto os cafés gourmet - cappuccino, mocaccino, affogato - quanto bebidas geladas - sucos, refrigerantes - ou chás podem ser uma ótima pedida para acompanhar na degustação dos doces.

Uma ótima ideia - e bem diferenciada, também - é oferecer licores ou vinhos doces - como os vinhos do Porto ou de colheita tardia - para degustar com as delícias da sua doceria. Essas opções não são encontradas com frequência, mas podem ser uma grata surpresa para quem é fã de harmonização com vinhos, por exemplo.

Não é porque seu restaurante é especializado em confeitaria que você não deve pensar nas bebidas.

Como criar um cardápio de doces no celular do cliente

Cardápio digital e doces: uma combinação deliciosa. Você deve lembrar que, no início deste texto, falamos sobre como um cardápio digital poderia ser a chave para vender mais.

Pois bem, por que investir em cardápios de papel que precisam ser atualizados com frequência?

Existem vários tipos de cardápio digital, mas você pode criar um cardápio de doces no celular do cliente com um simples QR Code. Quer saber como?

O cardápio digital por QR Code é uma tecnologia inovadora que permite que o gestor crie um cardápio online e interativo e permite que o cliente visualize os itens do menu e faça o seu pedido por ali mesmo, sem o auxílio do garçom.

O cardápio é dividido em seções e utiliza toda a tecnologia da engenharia de cardápio, que se mostra eficaz na hora de aumentar as vendas de quem utiliza esse tipo de dispositivo.

Assim, o cliente pode escolher não só os pratos principais, mas também bebidas, sobremesas, chamar o garçom e escrever uma avaliação para o restaurante. Tudo isso através de toques no próprio celular.

Funciona da seguinte forma: o cardápio é elaborado pelo gestor com ajuda da equipe OiMenu e vai ao ar por meio de um link próprio para o restaurante.

Depois, através de QR Codes disponibilizados nas mesas do estabelecimento, o cliente aponta a câmera para o código e pode abrir o site e aproveitar o menu.

Simples, não é? Facilidade em todos os momentos: na hora de criar o cardápio, de fazer o pedido e de vender.

Já é hora de amassar os cardápios de papel, o fantástico mundo do cardápio digital tem muito a oferecer a você.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

Deixe seu comentário

Conheça o OiMenu

Saber mais