Como fazer um bom cardápio de bebidas?

Descubra como montar um cardápio de bebidas para chamar atenção dos seus clientes, aumentar o consumo e as suas vendas!

Cardápio de bebidas

Como é o seu cardápio de bebidas atualmente? Apresenta água, um tipo de refrigerante, dois tipos de cerveja e um tipo de suco?

Se ele é bem básico, saiba que você pode estar perdendo uma grande oportunidade de aumentar o seu faturamento!

Afinal, todo mundo que pede um prato, normalmente deseja uma bebida para acompanhar. Sem contar que o cliente pode desejar mais de um tipo de bebida ao longo da refeição, se você oferecer mais opções no cardápio.

Mas, claro, alterar ou criar um menu é uma medida que necessita de estratégia. Confira as nossas dicas para montar um bom cardápio de bebidas.

Variedade

Você oferece opções alcoólicas e não alcoólicas no seu cardápio de bebidas? É muito importante que o cliente tenha opções para escolher.

Mas cuidado: não crie um cardápio com bebidas que não tenham relação com a proposta do seu restaurante, afinal, o cardápio é, antes de tudo, o seu cartão de visitas.

Será que vinho é um tipo de bebida que deve aparecer em uma hamburgueria gourmet que harmoniza seus hambúrgueres com cervejas artesanais? Não é melhor ter um estoque de cervejas artesanais variado do que um estoque de bebidas diversas?

Você também deve observar o seu público. Quais são as bebidas mais pedidas? Essas não podem faltar e entregam ideias sobre outras opções semelhantes que você também pode oferecer.

Refrigerantes e sucos

Suco natural

Todo cardápio de bebidas que se preze precisa contar com um refrigerante de cola e guaraná. Esses são itens básicos. Você deve avaliar se vale a pena trazer outros sabores, como laranja, uva ou limão.

Mas o que pode ser feito também é buscar marcas importadas, com sabores pouco conhecidos ou exóticos, que o consumidor queira experimentar.

Quanto aos sucos, é bem comum a gente encontrar só o suco de laranja natural e mais dois ou três sabores artificiais em vários restaurantes. Se a maioria já faz isso, você precisa fazer diferente, não é mesmo?

Ofereça mais opções de sucos naturais ou encontre marcas que ofereçam sucos prontos, mas integrais. Água de coco pode ser uma boa pedida. O importante é ir além do cardápio de bebidas comum.

Cervejas

A cerveja, com certeza, é uma bebida coringa em qualquer restaurante ou bar do Brasil. É como o pretinho básico no guarda-roupa. Tem que ter. A não ser que o seu negócio realmente não tenha nada a ver com essa bebida, o que pode acontecer, e tudo bem.

Defina o que pretende oferecer nessa categoria. O mercado basicamente apresenta cervejas industriais, artesanais, especiais e chopps. As cervejas industriais estão presentes em praticamente qualquer restaurante. Aí, de novo, você precisa entender a proposta do seu negócio.

Se for oferecer uma boa variedade de cervejas artesanais, talvez não precise oferecer as industriais, focando também nas especiais e em algumas torneiras de chopp.

Cervejas que não são industriais podem trazer lucros, porque atribuem um diferencial ao seu estabelecimento, desde que isso tenha a ver com a sua proposta.

Drinks e coquetéis

Drinks coquetéis

Essa normalmente é uma das partes mais atraentes de um cardápio de bebidas. Se você acredita que combine com a proposta do seu restaurante, oferecer drinks e coquetéis preparados exclusivamente por você pode ser uma ideia bem rentável.

Em uma rápida pesquisa, você vai observar que quando a gente fala em drink e coquetel, o que os restaurantes ou bares apresentam costuma ser uma lista mais ou menos padrão com caipirinha, mojito, tequila, piña colada, gim tônica, margarita e cosmopolitan.

Use a criatividade se optar por incluir esse tipo de bebida no seu cardápio e ofereça esses drinks básicos, mas também outros não tão conhecidos. Inclusive, tenha opções não alcoólicas. Às vezes as pessoas não podem consumir bebidas com álcool, mas querem experimentar.

Vinhos e cafés

Bebidas como vinho e café costumam ser oferecidas em grande variedade em negócios voltados a esses produtos, como um tipo de cozinha que exija harmonização com vinhos ou uma cafeteria, por exemplo.

Esses são casos que pedem a criação de um cardápio exclusivo de vinhos ou cafés, que requer toda atenção e refinamento, para deixar essas bebidas no lugar de destaque que merecem. Não apresente elas junto com os pratos.

Apresentação

Por falar em apresentação, essa é outra parte muito importante do cardápio de bebidas: as fotos e as descrições. Se possível, contrate um fotógrafo para realizar as fotos das bebidas. Especialmente se forem drinks preparados pela sua cozinha, que são únicos, capriche.

As descrições também são essenciais. Nem todo mundo identifica os drinks pelos nomes, ainda mais se o seu restaurante deu nomes próprios, que têm mais a ver com a sua identidade.

As pessoas também podem querer saber a ideia de sabor que determinada cerveja pode ter, por exemplo.

Portanto, indique os ingredientes e o tipo de sabor de bebidas especiais, drinks e coquetéis, para que as pessoas tenham uma noção do que estão prestes a tomar e, se tiverem algum tipo de alergia ou intolerância, possam identificar antes do pedido.

Ah, você também pode dar uma romantizada nas descrições, não falando só os ingredientes, mas da sensação que aquela bebida traz, aguçando o paladar não apenas pelas imagens, mas pelo que é dito.

Aproveite bem os espaços argumentativos do seu cardápio. Isso também vale para cardápios digitais e para aplicativos de delivery.

Gostou das nossas dicas? Esperamos que você tenha inspiração suficiente para fazer um cardápio de bebidas de dar água na boca. Boas vendas!

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário
Demostração gratuita