Deliway

Como montar o cardápio de uma Cantina Italiana

Uma cantina italiana pode fazer muito sucesso se você souber o que oferecer aos clientes. Confira aqui algumas dicas sobre como montar um cardápio para alcançar sucesso com o seu negócio!

Cardápio cantina italiana

Para montar qualquer tipo de restaurante, é preciso muita dedicação e planejamento. Uma cantina italiana exige, além disso, conhecimento sobre a cultura e culinária do local, claro. Não é qualquer local que pode receber o título de italiano, é preciso entregar o que está prometendo. Para isso, você pode impressionar os clientes com uma decoração linda e característica!

Mais do que isso, é preciso saber como montar o cardápio de um jeito que agrade tanto aqueles que já são experts da culinária italiana quanto aqueles que estão indo até o restaurante para conhecer e aprender um pouco sobre essa incrível experiência gastronômica.

A seguir, confira algumas dicas do que você precisa considerar para montar um bom cardápio de cantina italiana.

Proposta do restaurante

Comece por se perguntar: "Qual é a proposta do restaurante?". Esta questão vai ajudar a definir o modelo de cardápio a ser criado, seja este de papel ou digital, você precisa de uma base para começar.

Já há uma imagem do restaurante definida? Pode-se usar essa como base para começar o design do cardápio, algo como um logotipo do restaurante ou algum prato que vai ser a especialidade da casa, por exemplo.

Uma cantina italiana remete a um estilo clássico e, até mesmo rústico, então também mantenha isso em mente para começar a montar o menu.

Design

Tem muitas dicas de design para cardápios que também são truques psicológicos estratégicos para fazer o cliente consumir mais. Por exemplo, não usar cifrão nos preços e mantê-los logo no final da descrição do prato, assim o cliente irá dar mais atenção ao prato e descrição em si do que ao valor que estará gastando.

Nesse sentido, para descobrir meios de aumentar as vendas do restaurante, aprender sobre a engenharia de cardápios é ideal. Mas, de maneira geral, para um bom design de cardápio, você precisa usar bem as cores do restaurante, ter boas imagens (bem produzidas, mas de acordo com a realidade) e boas descrições.

Categorização

Separar os pratos por categorias irá ajudar os clientes, que não estão acostumados com esse tipo de culinária, a encontrarem opções que sejam agradáveis ao paladar de cada um.

Num típico jantar italiano, tem-se entradas, prato principal, segundo prato e sobremesa, então essas são as categorias básicas que o seu cardápio precisa ter. Além dessas, você pode fazer algumas subcategorias, como, por exemplo, para massas, sopas, lasanhas, risotos, etc.

Também é interessante fazer uma categoria de “harmonização”, ou seja, dando dicas aos clientes de quais entradas e pratos principais formam um jantar equilibrado.

Nome dos pratos

É importante que os pratos recebam nomes únicos e criativos, assim como nomes que utilizem palavras da língua italiana. Para isso, você pode fazer um estudo aprofundado nesse tipo de culinária ou até mesmo uma viagem ao país pode ajudar muito a preparar um cardápio interessante e delicioso, além de render ideias para a própria cantina.

Ingredientes

Claro que os ingredientes irão variar de prato para prato, mas tradicionalmente, a comida italiana tem alguns elementos bastante característicos. Tais como o tomate, o azeite de oliva e queijos diversos.

Por isso, é interesse já encontrar bons fornecedores para providenciar comida de qualidade e que realmente faça o consumidor viajar até a Itália sem sair do Brasil.

Diversificação

Os cardápios de cantina italiana costumam ter bastante opções, já que, tradicionalmente, há quatro etapas nesse estilo de jantar. Adicionar variedades em cada categoria será bem interessante para o cliente, mas cuidado para não ter opções demais, pois isso pode deixar o cliente indeciso e confuso na hora de fazer uma escolha (o que normalmente significa que o prato mais barato será o selecionado).

Idealmente, a engenharia de cardápios diz que cerca de 7 opções em cada categoria é um bom número para encontrar o equilíbrio entre as opções.

Qualidade dos ingredientes

Para fazer um típico jantar italiano, é preciso ter ingredientes que representam bem essa cultura. Isso não quer dizer que você precisa trabalhar com ingredientes importados e caríssimos, mas teste a qualidade dos produtos e, inclusive, todas as receitas do cardápio antes de disponibilizar para o público. Desta maneira, você saberá se os sabores estão sendo bem representados.

Seleção de vinhos

A Itália é conhecida por ter vinhos deliciosos, então, uma boa carta de vinhos também é bem vinda para ter um cardápio completo e que agrade àqueles que buscam a tradicional experiência gastronômica italiana.

O uso do cardápio digital pode ainda facilitar a sua vida, já que não é necessário ter um cardápio separado para apresentar essa carta de vinhos, basta adicionar mais uma seção no próprio sistema do restaurante. Seguindo essas dicas, com certeza o seu menu agradará os clientes amantes da culinária italiana.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

3 Respostas

Deixe seu comentário