Deliway

Conheça 10 dicas para ser um bom garçom

O garçom é personagem principal no atendimento de um bar ou restaurante. O OiMenu separou para você algumas dicas de como se sair ainda melhor nessa função tão importante.

Bom garçom

Saber como se portar em frente aos clientes, ser cortês e proativo são características essenciais em um bom garçom. Mas se você já trabalha com isso ou administra um time de profissionais, deve ter se perguntado o que fazer para ser cada vez melhor nessa função tão importante, não é mesmo?

O OiMenu separou para você algumas dicas de postura, produtividade e, principalmente, como ser uma ponte de fidelização entre o cliente e o restaurante.

Que tal conquistar pontos a mais com o seu chefe trazendo clientes para a casa?

1.  Solicite treinamento aos seus superiores

Ao começar a trabalhar num estabelecimento novo, é normal não saber como as coisas funcionam, por mais que você seja um garçom experiente. Por isso, é muito importante que você peça ao seu chefe por um treinamento ou capacitação.

Alguns restaurantes operam de jeitos diferentes e é sempre bom estar por dentro de tudo no seu ambiente de trabalho. Além disso, conhecimento nunca é demais e você ainda pode conquistar pontos com a chefia ao demonstrar interesse.

Também vale demonstrar interesse quanto a treinamentos, mesmo se você já trabalha há anos no mesmo estabelecimento.

2.  Conheça os itens do cardápio

Sabe quando os clientes estão tentando escolher o que pedir e não conhecem algum prato? É a você que eles vão recorrer. Por isso, é essencial conhecer e estudar todos os produtos que o restaurante ou bar onde você trabalha comercializa.

Além disso, conhecer os itens do cardápio permite que você possa fazer recomendações com propriedade, e isso é sempre um bônus para aquele cliente novo que não conhece a casa e nem as ofertas.

Quando você não conhece o que está vendendo e tem que perguntar ao chef ou a outro funcionário, tempo é perdido e a credibilidade com o cliente também. Conhecer o cardápio é um fator importante na hora de impressionar os clientes, use isso ao seu favor.

3.  Seja sempre simpático e cortês

Sabemos que essa tarefa não é nada fácil, afinal, todos temos problemas, não é mesmo? Mas ser atendido por um profissional com um sorriso no rosto e sempre disposto a responder todas as dúvidas é um grande diferencial na qualidade do atendimento.

Aliás, use e abuse dos agradecimentos e cortesias. Diga sempre:

  • Boa noite.
  • Muito obrigado.
  • Com licença, posso ajudar?

Ser cortês e educado é uma impressão que tende a ficar e é capaz até mesmo de fidelizar clientes para o restaurante.

Quando seu cliente pedir por uma bebida, pergunte se ele deseja limão ou gelo para consumir junto, essa é uma atitude que demonstra que você está preocupado em oferecer sempre o melhor ao seu público.

Se o seu cliente reclamar de algum erro no prato, não discuta. Recolha e leve até o setor responsável. Tentar se defender ou discutir com o cliente não é uma boa ideia, pois lembre-se que o cliente sempre tem razão. Por isso, seja sempre simpático e peça desculpas pelo ocorrido.

Na maior parte das vezes, é você que vai atender o cliente durante toda a permanência dele no local e, portanto, é a impressão que o cliente tem sobre o seu comportamento que conta.

4.  Identifique o perfil do cliente e do restaurante

Quando você sabe com qual público está lidando, adequar as estratégias de atendimento fica bem mais fácil. Isso depende do restaurante ou bar também. Afinal, qual o perfil do local em que você trabalha? É um lugar descolado, moderno ou mais tradicional?

Há vários estabelecimentos que estão buscando se reinventar e trazer novas atrações ao público, como lanchonetes e bares temáticos, bares com equipe acrobática e até mesmo garçons-atores no lugar do serviço comum oferecido na maior parte dos estabelecimentos da área.

E então? Qual o perfil dos clientes que frequentam o lugar onde você trabalha? Em um local mais descolado, por exemplo, você pode usar uma linguagem mais descontraída para conquistar o público, enquanto em ambientes mais tradicionais, a formalidade pode funcionar melhor.

5.  Esteja sempre atento

Nada como ser atendido prontamente, não é mesmo? É desgastante tentar chamar um garçom que, por várias vezes, está distraído ou até mesmo esquece do seu pedido. Por isso, estar atento é uma das maiores qualidades de um garçom.

Porém, tome cuidado: estar sempre atento não significa que você deva ser intrusivo e dar opinião onde não foi chamado. Mostre que está disponível, mas também dê espaço ao seu cliente para decidir sem interferências, se assim for da sua vontade.

Claro que, muitas vezes, você pode estar sobrecarregado, afinal, o garçom é o responsável pela recepção, atendimento, limpeza e organização das mesas, mas tente sempre dar prioridade ao cliente. Agilidade no atendimento é imprescindível para uma boa avaliação por parte dos clientes.

6.  Fidelize clientes

Parece uma tarefa difícil, mas, felizmente, não é. Fazer com que os clientes voltem sempre para consumir no seu ambiente de trabalho pode ser uma simples consequência de um bom atendimento da sua parte.

Alguns clientes gostam tanto do atendimento que tendem a voltar sempre ao local onde os garçons já conhecem seus pratos favoritos, a mesa ideal para aquele jantar romântico e, ocasionalmente, oferecem cortesias da casa. São detalhes que podem parecer pequenos, mas fazem uma grande diferença na hora de conquistar clientes fiéis para o negócio.

Inclusive, é comum que os clientes façam amizades com os garçons em alguns estabelecimentos que os atenderam bem, e isso pode ser até uma vantagem direta para você, já que clientes satisfeitos com o atendimento tendem a deixar gorjetas.

7.  Fale sempre em um tom claro

Som alto ou muita conversa no ambiente? Isso pode atrapalhar um pouco na hora da comunicação. Por isso, é muito importante lembrar de sempre falar com os clientes em um tom claro para que todos possam ouvir bem e evitar desentendimentos, especialmente na hora de anotar pedidos.

Lembre-se que algumas pessoas podem, inclusive, ter deficiência auditiva ou até mesmo dificuldade de compreensão, então você deve estar sempre preparado para lidar com essas situações. Importante lembrar do item número 3 aqui: não importa quantas vezes você tenha que repetir, seja sempre simpático e cortês.

Aliás, muitos estabelecimentos atendem turistas estrangeiros. Falar uma segunda língua é um grande diferencial nesse momento. Caso você fale uma língua estrangeira, o mesmo vale para ela: fale sempre em um tom claro para que você seja entendido, lembre-se que o sotaque pode ser um impeditivo na hora da compreensão e que falar devagar pode resolver o problema.

8.  Adote algumas dicas de postura e conduta

Algumas atitudes são muito importantes na hora do atendimento. Em um restaurante tradicional, por exemplo, você não deve se encostar nas cadeiras ou mesas ao fazer o pedido.

Já em um restaurante mais descontraído, vale cumprimentar os clientes, bater um papo e até contar histórias. Em alguns restaurantes modernos, os garçons são inclusive instruídos a sentar-se com os clientes, dar recomendações e fazê-los sentirem-se em casa. Legal, né?

O ideal é que você conheça algumas posturas já de antemão, como a posição dos garfos, que muitas vezes indicam que o cliente está satisfeito ou gostaria de repetir a refeição, servir o cliente sempre pelo seu lado esquerdo e limpar pelo lado direito.

De qualquer forma, o ideal é perguntar aos seus superiores quais as condutas de postura devem ser adotadas, assim você não erra e ainda mostra interesse em fazer tudo da forma mais correta possível de acordo com o estilo do estabelecimento.

9.  Seja proativo

Mostrar atitude e vontade de crescer é sempre uma boa ideia. Que tal mostrar proatividade e executar as tarefas necessárias por conta própria? É claro que você não deve passar por cima da autoridade dos seus superiores, mas demonstrar interesse em ajudar é uma atitude muito bem-vinda.

Você pode começar com ideias simples, como sugerir uma playlist nova e atualizada criada por você para o restaurante, dar ideias de organização ou sugerir rotas de atendimento mais eficientes. Mostrar proatividade pode fazer uma grande diferença no seu desempenho e, quem sabe, possa até te levar a uma promoção ou aumento, mas sempre respeitando a hierarquia do restaurante, é claro.

10.  Coopere com a sua equipe

Seus colegas não são seus adversários e o ambiente de trabalho não deve ser um local de competição. Por isso, busque sempre ajudar os seus companheiros de equipe, seja com ideias ou se oferecendo para ajudar em outras funções.

Você, sendo o profissional responsável pelo atendimento, pode ajudar a sua equipe compartilhando dicas de atendimento, por exemplo. Afinal, todos os funcionários que têm contato com o cliente são responsáveis pelo atendimento, sejam eles garçons, caixa ou até mesmo o gerente.

Uma equipe organizada e bem alinhada trabalha melhor e colabora para um ambiente de trabalho amigável e divertido, e isso certamente reflete na percepção dos clientes sobre o restaurante. Bom para você, para os seus colegas e também para o restaurante.

Você pode começar agora mesmo a cooperar com seus colegas compartilhando essas dez dicas de como ser um bom garçom, não é mesmo?

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

4 Respostas

Deixe seu comentário
Demostração de cardápio digital