Como fazer um organograma de um restaurante

Aprenda a organizar sua equipe por meio de organogramas funcionais e saiba como delegar funções e responsabilidades para otimizar o seu restaurante em todos os setores.

Organograma restaurante

O organograma de um restaurante serve para organizar melhor a sua equipe e as funções que cada um desempenha nela. Para fazer o seu, você precisa estabelecer uma organização hierárquica e delegar as tarefas para cada função exercida pelos seus funcionários.

Nesse caso, a organização fica por conta de quem responde para quem. Neste artigo, vamos ensinar para você o passo a passo de como montar um organograma funcional de um restaurante.

O que é um organograma?

O organograma é uma ferramenta visual que ajuda a observar melhor a organização do seu restaurante, seja de forma hierárquica ou organizacional.

Ilustrado por meio de um gráfico simples, ele detalha, imitando um fluxo, as funções exercidas por cada funcionário e também ramifica esses funcionários aos subordinados que responderão a ele.

Por isso, é importante que seu restaurante elabore esse documento, a fim de delegar melhor as funções de cada setor no seu empreendimento.

Confira a seguir modelos de como fazer um organograma de restaurante, seja ele pequeno, médio ou grande.

Como fazer um organograma de restaurante

Pensando em restaurantes de portes pequeno, médio e grande, a gente desenhou uns modelos desse documento para você se inspirar e montar o deu negócio.

Lembre-se que as funções que colocamos não necessariamente são aquelas que você precisa no seu estabelecimento, por isso você deve montar a sua, considerando suas particularidades e modelo de negócio.

3 modelos de organograma de restaurante

1. Organograma de restaurante pequeno

Mesmo se for um restaurante menor, seu restaurante precisa de uma ferramenta organizacional para garantir que tudo esteja sempre em ordem.

Em um empreendimento pequeno, o gerente e o chefe de cozinha são as posições de maior hierarquia depois do sócio-proprietário, por exemplo.

Temos, então, uma posição administrativa e uma mais prática, que cuida da operação em si, embora as duas sejam responsáveis por diferentes setores, o bom desempenho dessas duas funções de liderança são os fatores responsáveis por fazer seu restaurante um negócio de sucesso.

Nesse caso, o organograma de um restaurante pequeno, ou mesmo de um bar, seria estruturado da seguinte forma:

Organograma restaurante pequeno

2. Organograma de restaurante médio

Quanto maior a equipe, mais difícil de organizar, por isso, dependendo do seu orçamento, você pode expandir a equipe e delegar mais funções.

Neste modelo, temos o proprietário como posição de maior hierarquia, seguido do gerente do restaurante, que será responsável pela administração do restaurante em nível mais amplo e também por analisar o desempenho dos outros setores, que por sua vez serão supervisionados por um gerente de serviço e gerente de bebidas.

O gerente de serviço pode ficar responsável pelos garçons e demais integrantes da equipe de salão, enquanto o gerente de bebidas se ocupa dos funcionários do bar.

A cozinha, por sua vez, fica a cargo do chefe principal. Subordinados ao chefe estão os assistentes de cozinha, o lavador de pratos e os subchefes, caso houver.

O organograma de um restaurante médio seria assim:

Organograma restaurante médio

3. Organograma de restaurante grande

Esse deve ser pensado com bastante cuidado, já que possivelmente envolve um número mais elevado de funcionários.

Delegar as tarefas é ainda mais importante nesse caso, já que você corre o risco de sobrecarregar todos os funcionários do time, se não organizar corretamente suas funções e subordinados.

Para começar, temos o sócio-proprietário sobre o comando do gerente geral, seguido dos gerentes de serviço, de bebidas e gerente assistente. Este último se ocupa de realizar contratações, demissões e treinamentos, a fim de diminuir as funções do gerente geral.

O gerente de serviço ganha algumas funções em um restaurante grande: é ele o responsável pela manutenção do salão e também da copa.

Subordinados a ele estão o anfitrião ou maître (responsável pelas reservas, por receber os clientes e direcioná-los às mesas, assim como designar cada mesa para um garçom), os garçons e o caixa também.

Na cozinha, temos também mais algumas funções, como o cozinheiro de linha: responsável pelo mise en place e organização das receitas em geral e o chefe executivo, responsável pelo controle de qualidade dos pratos que saem da cozinha.

No bar, temos a presença dos já mencionados bartenders, embora em restaurantes grandes seja necessário um maior número desses integrantes no seu quadro de funcionários.

Separamos, no nosso modelo de organograma para um restaurante grande, algumas opções de quadro de funcionários que podem servir de exemplo para você organizar a sua equipe.

Organograma restaurante grande

Lembre-se que, embora tenhamos trazido várias opções de organograma montados para você, isso não significa que seu restaurante deva ter todas essas funções no quadro de funcionários.

O segredo para um restaurante de sucesso é ter uma equipe engajada e bem treinada, independente do tamanho do seu time.

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário
Demostração gratuita