Deliway

Governo anuncia medidas para ajudar o setor de restaurantes diante do coronavírus

Confira o que o governo e órgãos do setor de alimentação estão fazendo para minimizar a crise criada pelo coronavírus e como isso pode ajudar o seu restaurante.

Medidas governo coronavírus

Devido aos últimos acontecimentos, é natural que você, dono de restaurante, esteja preocupado com o que vai acontecer. Você não é o único que está apreensivo: é uma situação nova para todos e vamos agindo conforme as coisas se apresentam, tentando encontrar as melhores soluções.

A boa notícia é que o governo já trouxe algumas medidas a fim de amenizar esse momento para os empreendedores. Neste artigo reunimos as principais medidas tomadas nos últimos dias, para que você possa estar bem informado e consiga dar os próximos passos com mais tranquilidade.

As medidas gerais do governo para a economia

Recentemente, o governo federal anunciou várias medidas de combate à Covid-19. Abaixo trouxemos as que podem ajudar o seu negócio a enfrentar a crise.

Confira:

  • atraso do recolhimento do FGTS e do Simples Nacional por três meses, para evitar que empresas demitam ou fechem;
  • liberação de R$ 24 bilhões para linhas de crédito pessoal - para trabalhadores autônomos - e de R$ 48 bilhões para empresas;
  • simplificação para contratar crédito e dispensa de documentação (CND) para renegociação de crédito;
  • redução de 50%, por três meses, das contribuições do Sistema S (conjunto de instituições de interesse de categorias profissionais, como Sesc, Sesi, Senac e Senai);
  • a Caixa Econômica Federal atuará com R$ 75 bilhões em três setores: R$ 30 bilhões podem ser usados para comprar carteiras de consignado e automóveis de bancos médios que apresentem qualquer dificuldade; R$ 40 bilhões em linhas de capital de giro para pequenas e médias empresas, além de firmas do setor imobiliário; e outros R$ 5 bilhões serão ofertados em crédito agrícola;
  • R$ 5 bilhões de crédito do Programa de Geração de Renda/Fundo de Amparo ao Trabalhador (Proger/FAT);
  • abertura de linha de empréstimo de capital de giro no BNDES para pequenas e médias empresas ligadas ao turismo;
  • despacho mais fácil de insumos e matérias-primas industriais importadas antes do desembarque.

Novas medidas econômicas devem chegar

Hoje temos mais de 6 milhões de trabalhadores do setor que precisam ter os seus empregos garantidos durante o período de crise.

Pensando nisso, a Abrasel - Associação Brasileira de Bares e Restaurantes - também realizou reunião com o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe econômica, quando sensibilizou o governo para prever outras medidas referentes ao pagamento de salários e seguro-desemprego de forma excepcional.

Portanto, devemos ter novas medidas para os próximos dias.

As medidas que o seu restaurante deve tomar agora

Segundo o presidente-executivo da Abrasel, Paulo Solmucci, a maioria absoluta das cidades no mundo manteve os estabelecimentos do setor de portas abertas diante da crise, mas com rigorosa obediência às recomendações sanitárias, para evitar a disseminação do vírus.

Nos países em que o governo não conduziu a situação de forma cautelosa ou de forma demorada, foi onde surgiram as medidas extremas, como o fechamento obrigatório de estabelecimentos. Aqui no Brasil, felizmente, já temos estados e prefeituras fazendo as devidas recomendações para conter o vírus, que precisam ser obedecidas.

Por isso, neste momento, também é importante que você esteja atento às medidas de higiene decretadas para a sua cidade e também qual a diretriz do seu estado.

Ações como intensificar rigor e frequência da limpeza, além de respeito a imposições de lotação máxima de 50% da capacidade de bares e restaurantes estão entre as medidas mais comuns decretadas.

Procure pelos decretos e colabore para seguir todas as medidas impostas. Quanto antes pudermos vencer essa pandemia, mais cedo poderemos nos recuperar economicamente. Vamos juntos!

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

O que você achou do post?

3 Respostas

Deixe seu comentário