Aumente em até 40% o ticket médio do seu restaurante!

Conheça o oimenu

Como os restaurantes devem usar o ambiente externo

Saiba mais sobre o planejamento e o funcionamento do ambiente externo de um restaurante. Aproveite para descobrir algumas práticas para refeições ao ar livre e dicas para proteger a sua área em termos de segurança, mas também de higiene e limpeza.

Compartilhe

Ambiente externo restaurante

Contar com um bom ambiente externo no restaurante pode ajudar a conquistar e fidelizar clientes e até aumentar o lucro dos negócios, mas o local precisa ser um espaço planejado de forma adequada para que as pessoas possam circular tranquilamente sem esbarrar em quem estiver sentado em outras mesas, além de contar com o iluminação natural e móveis e decoração adequados às condições climáticas e à proposta do estabelecimento.

Todo mundo está vivendo uma nova era do “novo normal”, e isso inclui visitas a bares e outros estabelecimentos gastronômicos, o que implica na busca dos consumidores por espaços com boa circulação de ar e com visões privilegiadas de paisagens ou decoração que tragam sensação de leveza e bem-estar. 

Esses ambientes funcionam para refeições a qualquer momento do dia, tanto quanto para happy hours e celebrações de vários tipos: aniversários, casamentos, reuniões de família etc.

Apesar de serem ótimas para o verão, áreas externas são tendências de food service justamente porque podem trazer benefícios em qualquer outra época do ano, desde que devidamente organizadas, limpas e conservadas para que se tornem confortáveis aos frequentadores.

Neste artigo, vamos ensinar como adequar um ambiente para refeições ao ar livre às necessidades dos clientes e conhecer mais detalhes sobre esses espaços. É só continuar a leitura!

Tipos de áreas externas de bares e restaurantes

Você sabia que existem pelo menos cinco diferentes formatos de ambientes ao ar livre ou semelhante em restaurantes e bares ao redor do mundo? São eles:

1.  Varanda

É exatamente como a de um apartamento e não se desconecta do ambiente interno, mas pode ser aproveitada de formas diferentes. A ideia aqui é cobrir o local com uma espécie de aquário para proteger do mau tempo ou expandir a área do estabelecimento, oferecendo uma versão mais aberta do local com ar fresco.

2.  Terraço

Essa opção ganha destaque geralmente pela paisagem que o “acompanha”, já que o ambiente costuma ficar na “cobertura” de algum prédio, oferecendo uma vista de tirar o fôlego dos frequentadores do local.

3.  Recuo frontal

Esta opção é comum em forma de decks na frente do local. Ela serve como uma expansão do negócio e geralmente fica bem próxima à calçada, sendo a primeira área que o cliente tem contato quando entra no estabelecimento.

4.  Jardim de fundos 

Ele pode ser ou não separado do ambiente interno e, quando separado, costuma ter decoração e iluminação pensadas justamente para diferenciá-lo. Como o próprio nome já diz, essa área costuma ficar nos quintais/fundos dos ambientes.

5.  Calçada

Por mais que não pertençam exatamente ao estabelecimento, quando ocupadas por mesas, as calçadas são consideradas uma área externa do estabelecimento e estão mais próximas das varandas quando falamos sobre os tipos de ambientes outdoor que existem atualmente.

Deu para perceber que a área externa está relacionada à fachada do restaurante e costuma ser a primeira coisa na qual os clientes batem o olho quando visitam o lugar, não é?

Vale dizer: seja qual for o seu ambiente aberto ou ao ar livre, você precisará pensar em um layout para torná-lo parte de um restaurante aconchegante.

Como fazer o layout e a decoração do espaço externo de um restaurante?

Se você lida com a administração de um bar ou restaurante, precisa traduzir a proposta e o cardápio do estabelecimento através de sua decoração e arquitetura, inclusive nas áreas externas. Isso pode ser feito com muita pesquisa ou com o auxílio de especialistas no assunto.

De um jeito ou de outro, existe a necessidade de avaliar pelo menos três pontos antes de tomar decisões sobre o layout de um espaço ao ar livre. Confira a seguir.

Estude a localização

Esse fator permite saber quais iniciativas tomar para que os clientes não sejam prejudicados pelo excesso de poeira, poluição ou barulho ou por sol, vento e chuvas fortes. Avaliando a localização, gestores já podem buscar, entre outras coisas, por toldos, lonas, guarda-sóis e ombrelones mais adequados aos seus objetivos.

Analise a quantidade de clientes atendidos

Ter uma ideia de quantos consumidores estarão na área externa no mesmo momento permite ao responsável comprar a quantidade certa de mesas e cadeiras e instalar apenas os móveis necessários. Também ajuda na determinação de um fluxo e na visualização da movimentação dos clientes e dos colaboradores.

Procure por materiais adequados para a área externa

É claro que você deve ponderar o preço de cada móvel e louça que utilizará na área externa do seu estabelecimento, mas a preocupação maior para a escolha desses itens deve ser: “quantas vezes vou precisar mandar isso para a manutenção ou substituir a peça por uma nova?”. Quanto menos vezes, melhor!

Por isso, busque sempre por materiais mais resistentes e impermeáveis, já que, muitas vezes, o ambiente estará ao ar livre e você não poderá controlar as condições meteorológicas.

Além disso, principalmente para os móveis, considere:

  • conforto;
  • facilidade de limpeza; e
  • facilidade para movimentar o objeto pelo espaço.

A área externa será utilizada pelos seus clientes e se tornará mais um atrativo do estabelecimento, por isso, preserve-a com todo o cuidado. Só assim você conseguirá criar um espaço convidativo para refeições ao ar livre.

Como preservar a área externa de um restaurante?

A manutenção dos ambientes externos de bares e restaurantes inclui cuidados redobrados com todos os móveis e com estruturas como parede e telhados, além da limpeza mais frequente e pesada de pisos e decks, portas e janelas e do tratamento periódico de plantas e áreas verdes quando houver.

Algumas dicas são fundamentais para manter essa área sempre bem preservada, por isso separamos algumas dicas fundamentais para você seguir no seu negócio:

  • Capacite um colaborador para cuidar das flores e plantas ou contrate um jardineiro que faça a poda e limpeza das plantas de tempos em tempos;
  • Defina um cronograma de limpeza e um organograma do restaurante que inclua dividir os funcionários em equipes responsáveis por cada uma das atividades relacionadas à área;
  • Designe um funcionário para guardar todos os móveis externos e organizar a área quando o local fechar; e
  • Pesquise sobre e adquira produtos adequados para limpeza de cada material: madeira, vidros, etc.

Essa última dica é ótima para a preservação de móveis e estruturas por mais tempo e/ou para evitar quaisquer complicações relacionadas à saúde de clientes e colaboradores.

Os cuidados com higiene devem ser exatamente os mesmos de todos os outros espaços do estabelecimento. Vamos falar um pouco mais sobre o assunto?

Melhores práticas para refeições ao ar livre

Trabalhadores que prestam atendimento ao cliente e servem alimentos e bebidas em áreas externas do restaurante precisam ser capacitados não apenas para seguir todos os Procedimentos Operacionais Padrões (POPs) válidos em ambientes internos e na cozinha, mas também para adequar o olhar às necessidades específicas de clientes que ficam nos espaços abertos.

O Manual de Boas Práticas do estabelecimento pode e deve conter detalhes sobre a limpeza e o serviço no ambiente outdoor, porém, é indicado que gestores façam ainda treinamentos periódicos com as equipes que trabalham no espaço ao ar livre.

Esses treinamentos chamarão atenção até para os pequenos detalhes e ampliarão a percepção dos funcionários para, por exemplo:

  • identificar desconforto de um cliente em decorrência do clima e oferecer alternativa ou solução para o problema;
  • monitorar a limpeza de mesas e cadeiras, evitando problemas que só acontecem ao ar livre (como a higienização de mesas por conta de fezes de pássaros);
  • levar pratos e bebidas até a mesa, protegendo-os de qualquer situação adversa por conta do ambiente externo;
  • verificar se móveis, bancos e cadeiras podem ser utilizados depois de serem molhados pela chuva, mesmo que aparentem estar secos; e
  • abrir ou fechar guarda-sóis e ombrelones na hora certa.

Dedique muita atenção ao descarte de lixo, resíduos e embalagens de comidas próximos à área externa do restaurante e monitore redes de esgoto, vegetação e acúmulo ou armazenamento de água nas redondezas ou até mesmo dentro do estabelecimento. Afinal, essas são situações que podem colaborar para a proliferação de doenças nos arredores do local.

Outro fator importante é manter em dia o controle de pragas do local, pois isso também faz parte da proteção do ambiente de refeições ao ar livre.

Uma vez tendo cuidado do espaço externo em termos de higiene e limpeza, proteja a área para que a experiência dos consumidores seja completa do início ao fim.

5 dicas para proteger sua área de refeições ao ar livre 

Cabe a cada gestor ou responsável por um bar ou restaurante, descobrir, através de testes e de conversas com outros profissionais do setor, quais medidas são mais adequadas para que a segurança do local como um todo e principalmente de ambientes externos esteja garantida.

Algumas dicas que podem ser úteis:

  1. Caso prefira um ambiente que possa ser “fechado” após o expediente, adicione telas ou grades adequadas ao estilo do restaurante e  certifique-se de que elas sejam fabricadas e instaladas por empresas especializadas.
  2. Faça o monitoramento do espaço com câmeras de segurança que funcionem 24 horas por dia e que permitam a gravação e o armazenamento dos vídeos.
  3. Contrate seguranças terceirizados para trabalhar no local enquanto o restaurante estiver aberto.
  4. Se precisar controlar melhor a entrada e a saída de clientes, separe uma porta ou um acesso para a entrada e outro para a saída.
  5. Faça o teste e veja se esse fator ajuda na segurança e no conforto dos clientes.

Experimente selecionar alguns colaboradores para que trabalhem usando pontos de comunicação e possam dialogar uns com os outros através do aparelho quando acharem necessário. Só não se esqueça que, para isso, você precisará delimitar regras bem claras sobre o uso correto e adequado do sistema.

Nada melhor do que um dia de cada vez para se chegar no atendimento, no serviço e nos ambientes ideais! Agora, com todas essas dicas, mãos à obra em cada etapa desse processo!

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

Deixe seu comentário

Conheça o oimenu

Saber mais