Aumente em até 40% o ticket médio do seu restaurante!

Conheça o OiMenu

10 erros para evitar ao abrir um restaurante

Para abrir um restaurante é preciso estar atento aos detalhes e, principalmente, estar ciente de que qualquer erro, por menor que seja, pode prejudicar o seu negócio. Confira agora os 10 principais erros cometidos por quem está iniciando nesse segmento e saiba como agir.

Compartilhe

Abrir restaurante

Abrir um restaurante pode ser o sonho de muitos brasileiros, afinal, este é o segmento que mais cresce no país nos últimos anos. Entretanto, é preciso estar ciente dos detalhes que envolvem essa operação para que os erros sejam os menores possíveis e não prejudiquem o futuro do negócio.

Pensando nisso, trouxemos uma lista com os 10 principais erros cometidos por aqueles que estão iniciando no segmento e que por algum motivo acabam deixando de lado os detalhes que fazem grandes diferenças.

10 principais erros ao abrir um restaurante

Alguns dos erros citados abaixo interferem na maneira como você vai abrir e administrar o seu restaurante.

Um bom planejamento, por exemplo, deve ser realizado desde o período inicial do negócio, pois ele pode guiar o novo empreendedor com questões legais, como licenças, alvarás e outros documentos essenciais para o funcionamento do restaurante.

Deixar esse detalhe de lado pode acabar atrapalhando o início do seu sonho. Por isso, cada função, por menor que seja, passa a ser importante para o futuro do empreendimento.

1.  Planejamento mal feito

Assim como destacado no início deste artigo, o planejamento é um dos fatores importantes que inicia a lista de itens que devem ser realizados para abrir um restaurante.

Existem muitos exemplos de planejamentos e todos são importantes para o bom funcionamento do negócio.

É necessário planejar o processo de abertura, sabendo como dar início ao funcionamento legal do restaurante.

Mas também é importante um planejamento financeiro. Este deve ser realizado a curto, médio e longo prazos, para que o empreendedor saiba como gerenciar o negócio, evitando prejuízos e aumentando consideravelmente o investimento realizado.

2.  Não ter cardápios atualizados

Outro erro comum é não dar a devida importância ao cardápio, afinal, sem dúvida ele é um grande aliado do sucesso.

Oferecer um cardápio ultrapassado e mal cuidado transmite ao cliente uma impressão de desorganização e falta de higiene.

O menu deve oferecer ao consumidor uma experiência agradável e será esse material de boa qualidade que causará uma boa impressão, somado ao restante do estabelecimento.

Sendo assim, procure investir em cardápios digitais ou por QR Code, garantindo que o seu cliente tenha acesso à tecnologia, automatização e um material impecável, atualizado e interativo.

3.  Não fazer pesquisa de mercado

Abrir um restaurante só vale a pena quando a pesquisa de mercado é realizada antes de abrir as portas do novo estabelecimento.

É fundamental conhecer os concorrentes mais próximos, além de pesquisar o público-alvo e a demanda que o segmento alimentício escolhido terá naquela região.

Outro fator importante é traçar, com base nas pesquisas, quais os diferenciais devem ser oferecidos para que seu empreendimento ganhe destaque diante dos demais.

No começo, com tantas funções importantes, fazer a pesquisa pode parecer algo insignificante, porém, a verdade é que essa é a forma mais rápida e precisa de conhecer as probabilidades de crescimento do seu negócio naquela região.

4.  Perder o foco inicial

O foco de todo restaurante no início de sua jornada é ser reconhecido pelo sabor, pela qualidade dos pratos oferecidos e pelo excelente atendimento realizado pela equipe de funcionários, certo?

Porém, é comum que alguns estabelecimentos foquem toda atenção em satisfazer e surpreender o cliente com o ambiente moderno, atrações musicais e outros atrativos secundários, até que acabam cometendo o erro de esquecer ou descuidar do foco inicial.

Dito isso, lembre-se de que as atrações secundárias podem e devem ser oferecidas ao consumidor, porém, sem se sobressair à qualidade do objetivo principal.

5.  Não estar preparado financeiramente para o novo negócio

Não podemos afirmar quanto custa para abrir um restaurante, mas sabemos o quão delicadas são as finanças no começo do empreendimento. Exatamente por isso é preciso que o empreendedor esteja preparado para investir.

Não faturar o mínimo para sustentar o empreendimento nos primeiros meses pode acarretar problemas financeiros no negócio e até resultar no fechamento precoce do estabelecimento.

Sendo assim, saiba que, para iniciar esse sonho, é preciso ter uma quantia guardada para financiar os primeiros meses e, se esse não for o seu caso, busque por investidores, sócios ou até mesmo por um empréstimo bancário.

Lembre-se de que esse valor deve voltar ao seu bolso em breve quando o restaurante estiver funcionando e obtendo lucros significativos.

6.  Precificar errado os produtos

Dar o preço errado a um produto oferecido é um erro recorrente de quem inicia o seu empreendimento visando agradar o bolso do cliente.

É fundamental que o valor cobrado pelo prato seja o suficiente para pagar a quantia gasta para prepará-lo, além de cobrir outros custos, como gastos fixos e a margem de lucro.

Para que a precificação do cardápio seja feita corretamente, é só seguir esses quatro passos básicos:

  1. Calcule o custo dos ingredientes.
  2. Considere os gastos fixos do restaurante.
  3. Defina a margem de lucro.
  4. Acrescente os impostos envolvidos.

7.  Criar um ambiente desconfortável

Considere o seu público-alvo antes de preparar o ambiente para recebê-lo. Lembra da importância da pesquisa de mercado? Pois é, o resultado das pesquisas se aplicam em vários itens dessa lista.

Tenha em mente a faixa etária do seu público e prepare um ambiente de acordo com ele, cuidando da iluminação, dos assentos, mesas e luzes.

Caso seu público-alvo seja mais maduro, cuide do estilo musical oferecido e lembre-se de que a altura do som deve ser moderada, para que permita um diálogo tranquilo entre os consumidores.

8.  Acúmulo de funções

Na hora de abrir o novo estabelecimento, é comum que o objetivo inicial seja cortar gastos e, por isso, acabam se acumulando funções aos funcionários contratados. Contudo, esse erro pode ser prejudicial à saúde do seu negócio.

O motivo é bem simples: quanto mais funções forem atribuídas a um mesmo funcionário, maiores serão as chances de erro.

Em outras palavras, os funcionários devem ser responsáveis apenas pelas funções atribuídas no contrato de trabalho.

9.  Não divulgar o estabelecimento

Dentre as inúmeras ideias para abrir um restaurante, a divulgação deve ser uma das mais exploradas. Afinal, é preciso ser visto para atrair o público, não é mesmo?

Depender apenas das recomendações pode ser uma prática arriscada para quem está iniciando no mercado, portanto, nessa fase, é necessário investir em divulgação e marketing digital.

É comum deixar o marketing para um plano B, porém, é preciso considerar que quanto maior for a divulgação do seu estabelecimento, maior será o número de clientes.

10.  Não garantir acessibilidade a todas as pessoas

Ao abrir o seu restaurante, lembre-se de que garantir acessibilidade a todas as pessoas é lei e está assegurada pela constituição federal.

A Lei n° 13.146/2015 obriga o estabelecimento a garantir condições para que deficientes físicos ou pessoas com mobilidade reduzida possam frequentar o local com segurança e sem dificuldades.

Por isso, certifique-se que o seu local está adaptado para receber todos os públicos. E, depois, é só se manter atento a essas dicas para construir um negócio de sucesso!

Transforme o seu cardápio em uma poderosa ferramenta de vendas

Ebook enviado com sucesso!

Agora você pode ler este ebook sempre que quiser. Agradecemos o interesse.

Deixe seu comentário

Conheça o OiMenu

Saber mais